Antes pilares, veteranos do Santos têm começo irregular no Brasileiro

  • Marcello Zambrana/AGIF

Ricardo Oliveira e Renato, os dois jogadores mais experientes do Santos, ambos com 37 anos, passaram as duas últimas temporadas como dois dos principais jogadores do time, mas ainda não se destacaram em 2017 e começam a levantar questionamentos antes de um momento decisivo do clube na Libertadores.

O camisa 9, titular absoluto, é o centroavante do elenco que menos tem gols na temporada, três no total, atrás de Kayke, o reserva imediato, com quatro e Rodrigão, com o mesmo número.

Unanimidade no meio de campo, Renato também foi contestado no último jogo, após errar dois passes, o que é incomum. O ponto notável, no entanto, foi na marcação, em que o camisa 8 ficou sobrecarregado diante do Fluminense.

No ano passado, Renato foi o único jogador que atuou em todas as 38 rodadas do Campeonato Brasileiro.

Ambos serão titulares contra o The Strongest, na Bolívia, na quarta-feira.

Oliveira já balançou as redes duas vezes nesta edição da Libertadores e Renato uma.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos