Torcedores se vestem de militares em jogo e declaram guerra à federação alemã

A torcida do Dynamo Dresden declarou guerra à Federação Alemã de Futebol (DFB). Neste final de semana, em partida válida pela segunda divisão da Alemanha, cerca de dois mil ultras do clube se vestiram de militares e fizeram uma grande confusão na cidade de Karlsruhe. O resultado? Protestos e 15 policiais e 21 torcedores feridos.

O grupo marchou pelas ruas tocando músicas similares às músicas militares em tambores, ao mesmo tempo que uma cortina de fumaça se formava por onde o grupo passava. Nesse tempo, um dos membros da torcida discursava enquanto uma faixa foi estendida com os dizeres "guerra contra a DFB". Já no estádio as manifestações continuaram. Os visitantes fizeram coreografias, estenderam faixas e bandeiras.

Após os protestos, a federação abriu procedimentos contra as duas equipes. A ideia inicial é ouvir o que os clubes tem a dizer sobre os eventos dentro e fora de campo. Nesta segunda-feira, o Dyanamo Dresden se pronunciou através de uma rede social.

- Violência, retórica da guerra e tanques em cercas? O Dynamo é forte e glorioso, mas certamente não assim - escreveu o perfil do clube no Twitter.

Alguns dias antes da partida, a DFB já havia multado os rivais do Karlsruher pelos sinalizadores no clássico contra o Stuttgart. Apenas 6000 torcedores foram permitidos na partida deste domingo, incluindo a torcida visitante. Então, o time da casa resolveu boicotar e não aparecer.

Vale ressaltar que esta não é a primeira vez que os torcedores do Drasden aparecem na mídia por suas medidas radicais. Na temporada passada, em partida contra o RB Leipzig, válida pela segunda divisão, uma cabeça de touro foi jogada no gramado. Foi um protesto contra "o time mais odiado da Alemanha".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos