Com público abaixo do normal, Arsenal sofre, mas vence Sunderland

Em tese, era um jogo fácil, mas o Sunderland quase complicou a vida do Arsenal. Os Gunners, porém, venceram por 2 a 0 em um Emirates Stadium com um público bem abaixo do normal, resultado de um protesto de parte da torcida contra o técnico Arsene Wenger.

O resultado, porém, mantém os londrinos na briga por vaga na Liga dos Campeões. Para isso, precisam de um tropeço do Liverpool ou do Manchester City, além de tirar uma diferença no saldo de gols (time da casa tem 31 de saldo, Reds tem 33 e Citzens 37).

Logo aos sete minutos de partida, Alexis Sánchez já colocou a bola no fundo da rede. Porém, o árbitro invalidou o gol por um toque de mão de Olivier Giroud no meio do lance. Usando a mesma formação para tentar nautralizar a força dos donos da casa, os visitantes começaram jogando na defesa, mas acharam espaços ao longo da primeira etapa.

E os Black Cats deram trabalho ao goleiro Petr Cech, que fez pelo menos três boas defesas em chutes de Defoe e Ndong. Do outro lado, Pickford também salvou sua equipe de sofrer gols e manteve as esperanças de sua equipe de vencer o embate.

O Sunderland começou pressionando no segundo tempo, mas o Arsenal retomou o controle. A superioridade deu resultado aos 27 minutos. Özil tocou para Xhaka e correu para receber. Já dentro da grande área, o alemão tocou para Sánchez, sozinho, que escorou para o fundo do gol. Aos 35, o chileno aproveitou um rebote para marcar o segundo e fechar a conta.

Agora, pela última rodada do Campeonato Inglês, o Arsenal recebe o Everton em Londres. A partida será no domingo, às 11h (de Brasília). Já o Sunderland vai até o Stamford Birdge enfrentar o campeão Chelsea, no mesmo dia e horário.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos