Flamengo lança camisa de ídolos em noite de autógrafos, fotos e climão

O Flamengo lançou a camisa autografada "Ídolos Eternos" na noite desta terça-feira, na Gávea, em evento que contou com a presença de cerca de 300 torcedores. Zico, Leandro, Andrade, Ronaldo Angelim e vários outros ex-jogadores que ficaram marcados na história do clube passaram quase duas horas distribuindo autógrafos, posando para fotos e muito mais.

Júlio César, o Uri Geller, agradeceu pelo carinho dos torcedores.

- Já se vão 40 anos e as pessoas não esquecem. Meu cabelo já caiu, mas as pessoas me conhecem (risos), é gratificante demais fazer parte deste grupo. Fico muito feliz - disse o ídolo rubro-negro, que brilhou pelo clube na década de 80.

Um dos mais festejados, Zico mostrou confiança no time do Flamengo, que busca uma vaga nas oitavas de final da Libertadores nesta quarta-feira, contra o San Lorenzo, em Buenos Aires (ARG).

- Temos confiança, acreditamos na classificação. O Flamengo fez cinco boas partidas, mas infelizmente perdeu dois jogos. Era pra já estar classificado pelo o que jogou. Então, vai brigar porque só depende dele, basta um ponto, mas não pode perder, para não depender da Católica. O Atlético-PR é um time que pode muito bem conseguir uma vitória lá (no Chile), já fez isso outras vezes fora de casa - lembrou o Galinho.

'CLIMÃO' COM EX-JOGADOR

A festa teve um ponto negativo que gerou um 'climão'. O ex-jogador Ruy Rey, que estava sentado com outros ex-atletas, foi convidado a se retirar do palco.

- Por favor, você não está na camisa - disse um dos organizadores, pedindo para Ruy se retirar, diante de jornalistas e torcedores.

De fato, Ruy Rey não tem autógrafo na nova camisa, mas estava vestido com ela e ficou por alguns minutos no palco.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos