Bandeira de Mello fica irritado em entrevista e descarta demissões: 'Não vai acontecer'

O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, mostrou-se irritado após a eliminação do time carioca na Libertadores, na noite desta quarta-feira, na Argentina. O mandatário rubro-negro discutiu com um jornalista que o questionou e deu a entender que Zé Ricardo será mantido no cargo.

- O trabalho continua. Independentemente de pressão, o trabalho vai continuar. Infelizmente, aconteceu. Mas vamos levantar a cabeça e seguir trabalhando. Sei que algumas pessoas já estão no Twitter, falsos rubro-negros que sempre torceram contra. Se vocês pensam que cabeças vão rolar, não vai acontecer, podem tirar o cavalo da chuva- disse o mandatário.

O presidente rubro-negro usou palavras ríspidas quando foi questionado sobre o conteúdo de suas respostas.

- Quem responde às perguntas aqui sou. Então, vou responder do jeito que eu quiser. Vamos lá, vou responder às perguntas de quem está bem intencionado - disse Bandeira, irritado.

O mandatário admitiu cobranças pelo mau resultado na Libertadores, mas disse que é hora de 'trabalhar'.

- Avaliação e cobranças são feitas permanentemente, e isso vai continuar. Mas agora tem um ferida para cicatrizar e só vai melhor com muito trabalho. Vamos trabalhar forte para conseguir a vaga (para a Libertadores) no ano que vem e ter uma participação melhor do que essa - comentou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos