Chapecoense vence Lanús fora de cassa e segue vivíssima na Liberta

Acostumada com vitórias épicas, a Chapecoense protagonizou mais uma na noite desta quarta-feira. Na Argentina, o Verdão do Oeste venceu o Lanús

por 2 a 1 com gols marcados por Wellington Paulista e Luiz Otávio. Sand, de pênalti, descontou para os mandantes.

Com o resultado, o time de Vagner Mancini chegou aos sete pontos e está em terceiro no grupo 7. Os argentinos têm a mesma pontuação, mas um saldo

melhor (5 a -3). Os catarinenses definirão a vaga na próxima terça-feira,

em casa, com o Zulia, praticamente eliminado, e uma vitória basta. Caso empate, a Chape precisa secar o Lanús.

Partida equilibrada

O Granate começou melhor e obrigou o terceiro goleiro da Chape, Jandrei, a fazer um milagre logo no primeiro minuto. Passado o susto inicial, o Verdão passou a alternar momentos de organização defensiva e boas saídas no contra-ataque com pressão nos argentinos. A Chapecoense, inclusive, terminou o o primeiro tempo com uma finalização a mais (5 a 4).

O Lanús voltou a dar trabalho aos 19, com Sand batendo por cima do gol. Apesar disso, foi a Chape quem abriu o placar, com Wellington Paulista, cinco minutos mais tarde. Reinaldo encontrou Arthur Caíke, que foi à linha de fundo e cruzou bem para o camisa 9 se antecipar e marcar seu primeiro gol na competição.

Os atuais campeões argentinos responderam com Sand, mais uma vez. Luiz Antônio foi mais esperto e tirou na pequena área. A primeira etapa ainda teve um chance claríssima desperdiçada por WP9, sozinho perto da marca da cal.

Alterações precoces

As duas equipes voltaram para o segundo tempo com a mesma postura, mas com caras novas. A Chape trocou Moisés Ribeiro por Moisés Gaúcho e o Lanús tirou Silva para lançar Toledo. As duas substituições, no final do primeiro tempo, aconteceram por causa de lesões.

Apesar do equilíbrio do início da primeira etapa, o Lanús cresceu gradativamente no segundo tempo e o gol do empate parecia maduro. E foi o que aconteceu, aos 34. Em uma cobrança de escanteio, Wellington Paulista coloca a mão na bola e cometeu pênalti . Sand cobra e converte: 1 a 1. WP9 quase colocou tudo por água abaixo e foi de herói a vilão. Quase pois a Chape encontrou forças para desempatar, aos 43 com Luiz Otávio. Ele cabeceou após Reinaldo cobrar lateral na área.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos