Corinthians observa zagueiro chileno, mas não considera abrir negociação

Em busca de um zagueiro para completar o elenco no restante da temporada, o Corinthians recebeu a indicação de Enzo Roco, jogador de 24 anos que defende o Cruz Azul (MEX) e já teve passagens pela seleção do Chile. O Timão enviou um representante ao México para observar o zagueiro e colher informações técnicas e também contratuais, mas não mostrou interesse na contratação. Apesar dos contatos frequentes com os representantes de Roco, o Corinthians não pretende abrir negociações e trata o jogador como uma possibilidade remota, segundo apurou o LANCE!.

Aos 24 anos, Enzo Roco foi revelado pela Universidad Católica (CHI) e também já defendeu Elche (ESP), Espanyol (ESP) e mais recentemente o Cruz Azul, clube com o qual tem contrato até junho de 2019. O jogador foi indicado ao Corinthians por seus representantes por viver má fase no futebol mexicano, sendo utilizado em poucas partidas e até considerado indisciplinado pela comissão técnica comandada pelo espanhol Paco Jémez.

O Corinthians levou em conta o momento de Roco no futebol internacional como abertura para um negócio de baixo investimento, mas seu desempenho técnico não convenceu o observador Mauro da Silva e os analistas do Cifut (Centro de Inteligência do Futebol do Corinthians) e o nome perdeu força na diretoria. Atualmente, o cenário de contratação é improvável.

Mesmo sem interesse em Enzo Roco, o Corinthians continua em busca de um zagueiro para completar o elenco. O grupo conta atualmente com os titulares Pablo e Balbuena, além de Pedro Henrique, Léo Santos e Vilson, sendo que o último nem sequer estreou na temporada em razão de uma lesão no joelho esquerdo. Pela pouca experiência dos dois reservas, o clube considera importante acrescentar mais um elemento à equipe de Fábio Carille.

Além de um zagueiro, o Corinthians ainda busca um lateral-direito (tem negociações por Cicinho, do Ludogorets, da Bulgária), um meia e até mesmo um atacante. Em entrevista coletiva nesta quinta-feira, o diretor de futebol Flávio Adauto comentou a busca por reforços.

- Pode ser que sim (haja reforços), mas não vamos prometer com muita antecedência. Não precisa de meia dúzia de jogadores, temos elenco bom, jogadores que mostraram competência. Brasileiro é difícil. Agora, provavelmente em posições pontuais, vamos ter algumas novidades. Quais, como e quanto vamos trabalhar com paciência.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos