Ceifador comenta duelo com Fred: 'Que não tenha um bom domingo'

A sombra de Fred acompanha Henrique Dourado desde junho de 2016, quando chegou às Laranjeiras com a responsabilidade de substituir o ex-camisa e ídolo da torcida, que saiu para o Atlético-MG meses antes. No domingo, no Estádio Independência, o Ceifador tem a chance de encarar de frente o antigo dono da camisa 9 e confirmar a boa fase que vive no Tricolor.

Ciente da história de Fred nas Laranjeiras, Henrique Dourado sempre evitou as comparações com o centroavante. Em 2016, a fase do time não ajudou e o atacante não se encontrou no clube. Na virada do ano o Ceifador teve sua saída especulada, mas com a chegada de Abel Braga o camisa 9 desandou a fazer gols e voltou a jogar bem. Até aí existem semelhanças com o Fred.

- O Fred foi um jogador muito feliz na sua passagem por aqui. Teve oscilações também, não foram só momentos maravilhosos. É um jogador que temos que prestar atenção como outros atacante de qualidade - comentou Dourado no CT Pedro Antonio.

Destacando a força coletiva do time de Roger Machado, o atacante do Fluminense mostrou confiança na segunda vitória no Campeonato Brasileiro. A tarefa não será fácil e o Ceifador torce para que o seu rival não tenha um bom domingo.

- Espero que (o Fred) não esteja em um dia bacana e que a gente possa neutralizar os pontos fortes do Atlético-MG e sair de lá com o resultado positivo - finalizou.

Atuação apagada de Fred no primeiro reencontro com o Flu

Após deixar as Laranjeiras em junho de 2016, Fred enfrentou o Fluminense só uma oportunidade. Em setembro, no Giulite Coutinho, o Flu venceu o Galo por 4 a 2 o centroavante teve uma atuação discreta nos primeiros 45 minutos, sendo substituído no intervalo pelotécnico Marcelo Oliveira.

Henrique Dourado, por sua vez, ficou no banco de reservas e não foi acionado por Levir Culpi, então técnico do Fluminense. O atacante não fez um bom Brasileirão em 2016. Douglas e Gustavo Scarpa marcaram e foram os destaques do jogo, que ainda teve gols de Marquinho e Maranhão, pelo Flu, e Robinho e Otero, pelo Galo.

A vitória na 24ª rodada do Brasileirão fez o Fluminense sonhar com o G4, mas a sequência negativa no fim do campeonato, que chegou a 10 rodadas sem vitórias, deixou a classificação para a Copa Libertadores-2017 bem distante.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos