400 vezes Luis Fabiano! Fabuloso marca e Vasco vence o Bahia em casa

No dia seguinte ao que Romário completou dez anos do milésimo gol da carreira, marcado com a camisa do Vasco, Luis Fabiano, principal nome do elenco comandado por Milton Mendes, chegou ao gol 400. Na manhã deste domingo, para um São Januário lotado, Fabuloso fez o melhor jogo pelo Cruz-Maltino. Na vitória sobre o Bahia por 2 a 1, válida pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, o camisa 9 deu assistência para um dos gols e fez o outro. Festa completa aos 19.030 vascaínos presentes.

Foi o primeiro jogo desde que chegou ao Vasco que Nenê ficou fora do time titular por opção do treinador. Milton Mendes justificou antes de a bola rolar que a estratégia de tirar o meia de 36 anos era a de dar mais velocidade ao meio de campo. A entrada de Kelvin no lugar, somada a estreia do zagueiro Paulão, mudaram a cara de um Vasco que não mostrava que tinha boas ambições na temporada com o que apresentara até então.

O Vasco variava o esquema, atrapalhando as ofensivas do Bahia. De um 4-5-1 sem a posse de bola, uma espécie de 3-6-1 era improvisado com Jean virando zagueiro quando a equipe comandada pelo técnico Milton Mendes tinha a posse. Logo aos sete minutos, o Cruz-Maltino criava a primeira chance com Luis Fabiano em cabeceio após cobrança de falta de Douglas. Aos 13, Fabuloso parava novamente no goleiro Jean, do Bahia.

Apesar da boa movimentação no primeiro tempo, Vasco e Bahia foram para o vestiário no intervalo com o 0 a 0 no placar. Mas engana-se que ficaria assim na etapa final, quando os gols começaram a sair. Aos oito minutos, Luis Fabiano deu bela assistência para Yago Pikachu dominar, tirar de Jean e estufar as redes baianas.

E a expectativa que se criava nos últimos jogos pelo gol 400 de Luis Fabiano na carreira chegou ao fim neste Vasco e Bahia aos 30 minutos. Mateus Pet avançou e tocou para Gilberto, que cruzou. Kelvin mandou para o gol e Jean fez a defesa. A bola deu rebote nos pés de Luis Fabiano, que não perdoou e marcou o primeiro gol pelo Cruz-Maltino em São Januário, além de ter alcançado a marca histórica na carreira.

Aos 37, ainda deu tempo do Bahia descontar com Gustavo, após Wagner perder a bola e permitir o contra-ataque. Armero, nos acréscimos, recebeu o segundo cartão amarelo e deixou os baianos com um a menos, que nada mais tiveram a chance de fazer. Vitória do Vasco para um estádio lotado, um Caldeirão que volta a mostrar a sua força e que o clube deve se atentar até o fim do Campeonato Brasileiro para conseguir voos mais altos.

FICHA TÉCNICA

VASCO 2 X 1 BAHIA

Estádio: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)

Data/hora: 21/5/2017 - 11h (de Brasília)

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)

Auxiliares: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Daniel Luis Marques (SP)

Renda/público: R$ 649.110,00/19.030 presentes/17.770 pagantes

Cartões amarelos: Jean, Luis Fabiano, Gilberto, Martin Silva (VAS) e Gustavo, Armero (BAH)

Cartão vermelho: Armero 46'/2ºT (BAH)

GOLS: Yago Pikachu 8'/2ºT (1-0), Luis Fabiano 30'/2ºT (2-0) e Gustavo 37'/2ºT (2-1)

VASCO: Martin Silva, Gilberto, Paulão, Rafael Marques (Breno 1'/2ºT) e Henrique; Jean (Bruno Cosendey 28'/2ºT), Douglas, Yago Pikachu (Wagner 25'/2ºT), Mateus Pet e Kelvin; Luis Fabiano. Técnico: Milton Mendes.

BAHIA: Jean, Eduardo, Tiago, Eder e Armero; Matheus Sales (Edigar Junio 25'/2ºT), Edson, Juninho e Diego Rosa (Zé Rafael intervalo); Gustavo e Maikon Leite (Allione intervalo). Técnico: Guto Ferreira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos