Com sotaque: Galo e Flu apostam em dupla de gringos no meio de campo

O campeonato é brasileiro, mas o setor do meio campo de Atlético-MG e Fluminense tem sotaque latino. Nesta tarde, às 16h, quatro sul-americanos estarão em campo no Independência: os equatorianos Sornoza, Orejuela e Cazares e o venezuelano Otero. Cada dupla de um lado do campo.

No time da casa, os dois gringos são responsáveis por municiar o artilheiro Fred na área. Vivendo grande fase, Cazares marcou nada menos que cinco gols nos últimos três jogos de Libertadores, além de assistências decisivas para o camisa 9. Na estreia do Brasileirão, o camisa 10 entrou no intervalo e mudou a postura do Galo, que buscou o empate contra o Flamengo. Já o venezuelano de 24 anos é mais inconstante. Desde abril, jogou apenas uma partida inteira. No entanto, tem uma arma a seu favor: o chute certeiro de longa distância.

No Tricolor, os equatorianos chegaram e janeiro e desde então são titulares absolutos. O volante Orejuela é um dos mais constantes na temporada e, apesar de não aparecer tanto, é fundamental no esquema de Abel Braga. Na última partida, foi poupado para recuperar o condicionamento físico e volta 100% nesta tarde. No meio, Sornoza é o principal garçom da equipe e foi eleito o melhor meia do Carioca, ao lado de Diego.

Mesmo em alta na temporada, apenas dois dos quatro estrangeiros foram convocados para as Eliminatórias: Orejuela e Otero. Os meias Cazares e Sornoza, que vem encantando o futebol nacional, não foram convocados por Gustavo Quinteros em março. Para entender melhor, consultamos a imprensa equatoriana, que explicou melhor as ausências dos craques.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos