Marcelo Oliveira se diz magoado pela saída do Atlético: 'Desrespeito'

Fora do Atlético-MG desde novembro, o treinador Marcelo Oliveira revela que ainda sente mágoa pela sua saída do Galo. Ele comandou o time no primeiro jogo da final da Copa do Brasil, uma derrota de 3 a 1 para o Grêmio, no Independência.

Em entrevista ao programa 'Bem, Amigos', do canal por assinatura SporTV, o técnico, que ainda não arrumou emprego, disse ainda que não tinha mau relacionamento com ninguém no clube e classificou a saída como 'surpreendente'.

- Foi surpreendente, do meu modo de ver foi um desrespeito inédito, não me lembro de um acontecimento assim. Parece que abriram mão do segundo jogo. Tenho carinho grande pelo Atlético, vivi muitos anos lá e fiquei decepcionado. Tínhamos todas condições de jogar contra o Grêmio, não tinha problema nenhum com ninguém, o ambiente era bom. O futebol foi invadido por pessoas que não são do futebol. A rede social, um comentário, uma pressão da torcida faz com que as coisas mudem rapidamente - declarou Marcelo Oliveira, que foi substituído pelo interino Diogo Giacomini na reta final daquela temporada. Em janeiro, Roger Machado assumiu o Galo.

Oliveira ainda fechou a porta para o Atlético-MG por um bom tempo. Apesar disso, ele exaltou a torcida atleticana e o clube

- Com essa diretoria, naturalmente não, e por ter saído dessa forma não sei se voltaria num tempo maior. Temos respeito e carinho pela torcida, pelo clube, grandeza instituição. Às vezes são pessoas que passam pelo clube. Fiquei decepcionado, mas faz parte do meu passado - completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos