Pedido de prisão a Ricardo Teixeira é 'provável', segundo autoridades da Espanha

A "Operação Jules Rimet" pode levar Ricardo Teixeira à prisão. Segundo informações reveladas pelo "Estado de São Paulo" nesta terça-feira, as autoridades da Espanha consideram a chance do ex-presidente da CBF em ser detido pelas acusações de distribuir propina relativa aos direitos da imagem da Seleção Brasileira como "algo provável".

Porém, as autoridades mostram cautela sobre a situação, e condicionam esta hipótese ao decorrer do andamento das investigações realizadas nesta terça-feira. A "Operação Jules Rimet" ainda avaliará o que encontrou nas casas e escritórios de Sandro Rosell na Espanha e em Andorra, e o caso segue em sigilo.

Além de Rosell, outras quatro pessoas foram detidas na manhã desta terça-feira. Diante do indício do envolvimento de Ricardo Teixeira, as autoridades não descartam enviar uma carta rogatória à Justiça do Brasil, exigindo a prisão do ex-presidente da CBF, ou pedindo o seu depoimento.

De acordo com fontes do "Estado de São Paulo", o nome de Teixeira aparece com frequência, e ligado a lavagem de dinheiro na investigação.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos