Botafogo perde para o Estudiantes, mas avança em primeiro no grupo

Provavelmente nunca uma derrota valeu tanto para o Botafogo. Com o revés por apenas 1 a 0 para o Estudiantes (ARG), na noite desta quinta-feira, no Centenário de Quilmes, na Argentina, o Glorioso se garantiu na liderança do grupo 1 da Copa Libertadores. Isso porque, ao mesmo tempo, na Colômbia, o Atlético Nacional aplicou 3 a 1 no Barcelona (EQU). Com um gol a mais de saldo que o time equatoriano, o primeiro lugar é do Fogão, que vai decidir as oitavas no Estádio Nilton Santos.

O jogo na Grande Buenos Aires começou sonolento, com leve superioridade do time da casa. Neste cenário, a posse de bola era quase sempre argentina. Verón e companhia foram, aos poucos, dominando as ações. A melhor chance virou gol aos 24 minutos: Toledo lançou, Igor Rabello desviou e Solari escorou.

Talvez pelo ritmo menos acelerado, talvez pelas ausências de Rodrigo Pimpão e de Camilo, o Glorioso tinha dificuldade para criar. Aos 30, João Paulo chutou fraco. Do outro lado, Otero assustou quando a finalização passou perto da trave, aos 32. Aos 45, Emerson chutou forte. A bola foi para fora.

Os comandados de Jair Ventura voltaram mais dispostos para a segunda etapa, mas a primeira chance de perigo foi, novamente, do time mandante. Logo aos dois minutos, Solari tocou para trás e deixou Toledo livre. O centroavante chutou muito mal.

O técnico Jair Ventura ordenou a inversão entre Victor Luís e Gilson. O segundo, normalmente reserva, havia omeçado o jogo na linha de meio-campo. Nesta nova composição, o Alvinegro teve mais organização e aumentou a posse de bola, mas faltava melhorar a pontaria. Bruno Silva, aos 19, chutou fraco.

Aos 28 minutos do jogo em Quilmes, a notícia que interessava, no momento, veio de Medellín, na Colômbia. Era o Atlético Nacional que fazia 3 a 1 no Barcelona (EQU), colocando o Botafogo, mesmo perdendo, na liderança do grupo pela diferença no saldo de gols em relação ao time equatoriano.

Na Argentina, Otero assustou a torcida botafoguense quando cobrou falta e a bola desviou. Gatito Fernández, atento, conseguiu defender. Aos 35, Guilherme cobrou escanteio e Igor Rabello desviou na primeira trave. Na segunda, Bruno Silva não alcançou.

O jogo esquentou no final: aos 37, Otero lançou Toledo, mas Gatito fez grande defesa no chute cruzado.

FICHA TÉCNICA

ESTUDIANTES (ARG) 1 X 0 BOTAFOGO

Data-hora: 25/5/2017 - 21h45 (de Brasília)

?Local: Quilmes, Argentina

?Árbitro: Eduardo Gamboa (CHI)

Auxiliares: Marcelo Barraza (CHI) e Claudio Ríos (CHI)

Cartões amarelos: Victor Luís, Joel, Igor Rabello e João Paulo (BOT)

Público e renda: -

Gols: Solari, aos 24'/1ºT

ESTUDIANTES: Andújar, Sanchez (Aguirregaray, 44'/1ºT), Bazzana, Desábato e Diarte; Braña e Cascini; Verón (Damonte, 47'/2ºT), Otero e Solari; Toledo (Umeres, 40'/2ºT) - Técnico: Nelson Vivas.

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Emerson, Carli, Igor Rabello e Victor Luís (Fernandes, 25'/2ºT); Rodrigo Lindoso (Dudu Cearense, 41'/2ºT), Bruno Silva, João Paulo (Joel, 25'/2ºT) e Gilson; Guilherme e Roger - Técnico: Jair Ventura.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos