Zé Ricardo justifica entrada de Matheus Sávio: 'Seguir convicções'

O técnico Zé Ricardo foi chamado de burro pela torcida do Flamengo na vitória de 2 a 1 sobre o Atlético-GO, nesta quarta-feira (24), em Goiânia. O motivo? O treinador não colocou Vinicius Júnior em campo. Num dos momentos em que foi mais criticado, ele chamou Matheus Sávio para o jogo. A alteração deu certo, já que o jovem de 20 anos fez o gol que deu tranquilidade ao Rubro-Negro.

"A palavra não é bancar, é seguir nossas convicções e critérios. Percebemos que deveríamos trabalhar com um especialista na posição. O Matheus é um garoto que tem a confiança de todos no grupo. Dentro das opções que tínhamos no banco, era o que mais tem jogado. Ele demonstrou muita atitude", avaliou.

Assim como na partida contra o Atlético-MG, Matheus Savio tentou cruzar, mas acabou fazendo o gol. O treinador do Flamengo admitiu que o seu time não foi muito bem, mas também deu créditos ao adversário.

"Não foi o jogo que gostaríamos de ter feito, principalmente no critério técnico. Mas não dar os créditos ao Atlético-GO seria um erro", ponderou.

Zé Ricardo também falou um pouco sobre Vinicius Júnior, que ficou no banco de reservas e não entrou no jogo.

"O planejamento do clube era estar com ele no Brasileiro, é isso o que estamos fazendo, não é só o Zé Ricardo. Temos um grupo de profissionais com muita capacidade. É um garoto com quem tivemos todos os cuidados. Ele já demonstrou que tem muita condição. Viver esse drama no banco de reservas, num jogo eliminatório, faz parte do amadurecimento. Daqui a pouco, ele estará completamente adaptado ao profissional", encerrou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos