De reserva a herói, Nenê celebra gol decisivo: 'Não tem felicidade maior'

Do banco de reservas diretamente para os braços da torcida. Esse pode ser o resumo de Nenê no clássico com o Fluminense. O meia, um dos membros do atual elenco que tem a alcunha de ídolo, novamente começou a partida na

reserva, mas entrou e, no último minuto, garantiu a vitória cruz-maltina em São Januário por 3 a 2, depois de os comandados de Milton Mendes estarem perdendo por 2 a 1.

Celebrou perto da arquibancada e recebeu o carinho também dos companheiros de time. Um dos nomes mais gritados pelos torcedores nos últimos anos voltou a ser entoado na Colina: 'Nenê'.

O largo sorriso não deixava esconder a satisfação de ter sido decisivo justamente quando, talvez, passe pelo pior momento desde que chegou ao Vasco, em 2015.

- Não tem preço o carinho que eles (torcedores) têm por mim. Não tem felicidade maior do que entrar em um jogo difícil como esse e garantir a vitória. Muito feliz por ajudar o time. Continuei firme, fazendo meu trabalho. O jogo estava difícil, empatando e depois perdendo - disse o meia.

Ao ser questionado sobre o fato de ter perdido a titularidade, preferiu enaltecer os três pontos que o time cruz-maltino tinha acabado de conquistar.

- Vamos comemorar a vitória porque a gente merece - completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos