Na despedida de Totti, Roma vence e fica com a vaga direta na Champions

Por 24 anos, o torcedor da Roma se acostumou a gritar o nome de Francesco Totti. Ídolo e eterno capitão da equipe romanista, o italiano se despediu neste domingo, aos 40 anos, do clube que sempre defendeu. Diante do Estádio Olímpico lotado, a vitória da Roma sobre o Genoa por 3 a 2, na última rodada do Campeonato Italiano, seria apenas um detalhe não fosse a importância do confronto.

O resultado assegurou o vice-campeonato à Roma, que também garantiu a vaga direta na próxima edição da Liga dos Campeões. Assim, o time de Luciano Spalletti termina a competição com 87 pontos, um a mais que o Napoli, que também venceu na rodada, mas terminou na terceira colocação. O time napolitano bateu a Sampdoria por 4 a 2, com gols de Mertens, Insigne, Hamsik e Callejón.

A partida iniciou em clima de festa por conta da despedida de Totti. No entanto, o Genoa não quis saber de facilitar e chegou primeiro ao gol. Logo aos dois minutos, em contra-ataque rápido, Pellegri recebeu lançamento pela direita, entrou na área, venceu Manolas na corrida e chutou firme para fazer 1 a 0. O detalhe que impressiona é a idade do autor do gol: apenas 16 anos.

Passado o efeito anestésico e sabendo que precisava do resultado, a Roma se organizou e passou a criar mais. Com isso, o empate não demorou para acontecer. Aos 10 minutos, Dzeko recebeu passe de Strootman dentro da área, dominou girando entre o peito e o braço, e chutou no canto. A bola bateu na trave, mas, no rebote, sobrou novamente para o bósnio, que completou de barriga para o fundo do gol.

Antes do final do primeiro tempo, uma baixa importante para a Roma. Emerson Palmieri, brasileiro naturalizado italiano e recém-convocado para a Azzurra, pisou mal no gramado e sentiu o joelho. Sem condição e sentindo muitas dores, o lateral-esquerdo teve de deixar o campo de maca.

A exemplo da etapa inicial, a Roma retornou para o segundo tempo chegando com facilidade ao ataque, mas desperdiçando muitas chances. Dzeko e El Shaarawy tiveram as melhores oportunidades nos minutos inciais. Também no início do segundo tempo, o técnico Luciano Spalletti cumpriu a promessa e colocou o dono da festa em campo. Salah deu lugar a Totti, muito aplaudido a cada toque na bola.

Aos 28, o gol, enfim, aconteceu. Dzeko recebeu perto da linha de fundo e tocou para trás, no centro da área. Totti estava pronto para fazer o arremate, mas De Rossi chegou primeiro e chutou firme para colocar a Roma em vantagem no marcador.

Apesar do bom momento do time da casa, o Genoa não desistiu e conseguiu o empate poucos minutos depois. Em cruzamento da esquerda, Szczesny saiu mal pelo alto, e Lazovic, de cabeça, deixou tudo igual no Estádio Olímpico de Roma.

Os minutos finais ainda foram de muita tensão, com a Roma criando, mas com o Genoa sendo muito perigoso em suas descidas ao ataque. Mesmo assim, o dia era mesmo da Roma, que conseguiu a vitória no último respiro. Aos 45 minutos, Nainggolan mandou a bola na área, Strootman cabeceou para o meio e Dzeko ajeitou com a testa para Perotti, que fuzilou para o fundo da rede.

Foi desta forma, num grande jogo, que Francesco Totti se despediu da Roma. Ao todo, o camisa 10 fez 618 partidas na Série A e marcou 307 gols em jogos oficiais pela Roma. Ainda, foram 250 gols apenas no Campeonato Italiano. Quanto a títulos, Totti tem apenas um taça do Calcio, mas conta com dois canecos da Copa da Itália (2006-2007/2007-2008) e duas Supercopas da Itália (2001 e 2007). Pela seleção italiana, conquistou a Copa do Mundo em 2006.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos