DNA Vasco: Mateus Pet realiza sonho de infância no profissional

  • Marcelo Sadio / Site oficial do Vasco

Aos seis anos de idade, Mateus Pet entrava nas categorias de base do Vasco. Torcedor do clube desde o berço, como costuma dizer, o meia, 13 anos após começar a caminhada em São Januário, vem vivendo o seu melhor momento. Atual dono da camisa 10, fazendo com que Nenê ficasse no banco de reservas nos últimos dois jogos - contra Bahia e Fluminense -, Pet sabe da importância que tem esse momento na carreira de jogador de futebol e quer mais.

O atual momento vivido por Mateus Pet no Vasco é considerado pelo próprio jogador como uma realização de sonho de infância. Com DNA cruz-maltino assumido, o meia relembrou histórias ao lado de familiares e os sonhos de seu pai, com o principal sendo assistí-lo em campo diante de um São Januário lotado. Isso foi possível de ser acompanhado nas últimas duas rodadas do Campeonato Brasileiro, quando mais de 40 mil torcedores foram até a Colina vibrar com o futebol vascaíno.

"Sou vascaíno desde pequeno. Costumo dizer que a minha paixão vem do berço. Minha família toda torce para o Vasco. Quando era criança, sempre que podia, vinha para São Januário torcer e ficava imaginando como seria jogar aqui. Realizei um sonho nos últimos jogos. Não só meu, mas de todo mundo. Meu pai não sabia nem o que falar. O sonho dele era me ver jogando no Caldeirão lotado. Agradeço a Deus por tudo que vem acontecendo", relembrou Pet.

Mateus Pet tem chance no profissional desde 6 de dezembro de 2015, quando entrou em campo pela primeira vez diante do Coritiba. O jogo não evitou o rebaixamento do Vasco para disputar no ano seguinte a Série B do Campeonato Brasileiro, mas não desanimou a promessa de São Januário. Com dez jogos na equipe principal em três anos, Mateus Pet sabe da importância que tem por uma sequência na temporada. Domingo, diante do Grêmio, fora de casa, o trabalho seguirá para que também os sonhos dos torcedores virem realidade: de brigar na parte de cima da tabela.

"Sabíamos da importância do jogo e que ele seria muito pegado. Então, era importante a gente correr e se dedicar do primeiro ao último minuto, até o juiz apitar o fim. E não foi diferente. Nosso time teve uma boa atuação. Infelizmente, tomamos dois gols de pênalti quando estávamos bem, mas não desistimos. Lutamos até o final e fomos recompensados. Não tem o que falar dessa torcida maravilhosa. Ela lotou os dois jogos que fizemos aqui e não parou de cantar nem quando ficamos atrás. Isso foi fundamental para a vitória", finalizou o jogador.

Os jogadores do Vasco se reapresentam na manhã desta terça-feira, em São Januário. O volante Wellington será apresentado e pode vir a reforçar a equipe comandada pelo técnico Milton Mendes na quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Até agora foram três reforços confirmados. Além de Wellington, os zagueiros Breno e Paulão foram contratados - e inclusive já estrearam. Para a posição de Mateus Pet o Vasco não deve trazer outros jogadores neste 2017.

LANCE! FOOTSTATS

Mateus Pet no Vasco em 2017
Jogos 4
Gol 0
Assistência 1
Passes certos 93
Desarmes 3
Finalizações 5
Faltas recebidas 9
Cartão 0

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos