Contrato de Diguinho no Vasco chega ao fim; apenas Julio Cesar segue afastado

Um dos jogadores mais contestados pela torcida do Vasco tem o seu contrato se encerrando nesta quarta-feira. O volante Diguinho, que estava afastado desde o início da temporada treinando em separado em São Januário, não teve o seu vínculo prorrogado. O jogador, que ainda não tem um novo clube, esteve na manhã desta quarta-feira no estádio para se despedir dos companheiros e dos funcionários do Cruz-Maltino.

Diguinho foi afastado em janeiro pelo então técnico Cristovao Borges, que acabara de chegar ao Vasco, em uma reformulação no elenco de futebol profissional para 2017. Fora dos planos e sem acordo de rescisão, compareceu diariamente em São Januário para os treinos em horários distintos do plantel. Ao lado dele estiveram nomes como o atacante Jorge Henrique - que chegou a acordo de rescisão e atualmente está no Figueirense - e o lateral-esquerdo Julio Cesar - único que segue afastado, tendo contrato até o fim do ano.

Desde que chegou ao Vasco em 2015, Diguinho entrou em campo em 44 partidas. Foi protagonista de polêmicas durante o período, como ter sido conduzido para a delegacia em Brasília no ano passado após suposta agressão a um policial depois do fim de um jogo contra o Vila Nova. No elenco do Cruz-Maltino há outros jogadores fora dos planos, como o atacante Eder Luis, mas ele não foi afastado e segue treinando com o grupo hoje comandado por Milton Mendes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos