Daniel Alves volta a atacar diretoria do Barça: 'Vão sentir minha falta'

Apesar do bom momento na Juventus, com títulos e prestes a disputar mais uma final de Liga dos Campeões, desta vez contra o Real Madrid, no sábado, o lateral Daniel Alves ainda não esqueceu sua saída do Barcelona depois de oito temporadas.

O brasileiro falou, em depoimento ao site "The Players Tribune", como foi assistir à virada dos catalães sobre o PSG por 6 a 1, nas oitavas de final da Liga dos Campeões, após levar de 4 a 0 em Paris.

- Como todos os demais torcedores do Barça ao redor do mundo, eu estava ficando completamente maluco. Porque a verdade é que o Barcelona ainda está no meu sangue - afirmou Daniel Alves, antes de voltar a atacar os dirigentes:

- Fui desrespeitado pela cúpula dos dirigentes quando eu saí do clube no verão passado? Certamente que sim. É simplesmente a maneira como eu me sinto a respeito, e você jamais pode dizer algo diferente a esse respeito para mim. Mas não é possível jogar por um clube ao longo de oito anos, e alcançar tudo o que nós alcançamos, e não ter esse mesmo clube no coração para sempre. Dirigentes, jogadores e membros do conselho vêm e vão. Mas o Barça nunca vai desaparecer - esbravejou.

O lateral-direito ainda afirmou que os cartolas sentiram falta dele.

- Quando eu fui para a Juventus, eu fiz uma promessa final para a cúpula do Barcelona. Eu disse: 'Vocês vão sentir saudades de mim'. Eu não quis dizer como jogador. O Barça tem muitos jogadores incríveis. O que eu quis dizer foi que eles iriam sentir saudade do meu espírito. Eles iriam sentir saudade de alguém que prezava tanto pelo ambiente e pelo clube. Eles iriam sentir saudade do sangue que eu derramei todas as vezes que eu coloquei a camisa do Barcelona.

Desde o início da temporada na Juventus, Daniel Alves já conquistou a Copa da Itália e Campeonato Italiano. E pode faturar a Tríplice Coroa neste sábado, quando enfrenta o Real Madrid, às 15h45 (de Brasília), em Cardiff, no País de Gales.

- Neste sábado, eu tenho a chance de conquistar a 35ª taça em 34 anos de vida na terra. É uma oportunidade especial para mim, e isso não tem nada a ver com provar para a cúpula do Barcelona que eles cometeram um erro ao me deixarem sair de lá. Eu sei que eles jamais vão admitir isso - finalizou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos