Ernesto Valverde é apresentado: 'Um privilégio treinar o Barcelona'

Ernesto Valverde foi apresentado nesta quinta-feira como novo treinador do Barcelona. Ele foi escolhido para substituir Luis Enrique e assinou por duas temporadas. Ao lado do presidente Josep Maria Bartomeu, o comandante enfrentou os jornalistas pela primeira vez como técnico do time catalão.

O ex-treinador do Athletic Bilbao afirmou que sabe da responsabilidade que tem à frente do Barcelona e falou sobre a honra de comandar o time.

- O que disse antes no campo digo aqui também: tenho um agradecimento imenso ao presidente e à diretoria, ao diretor esportivo Robert Fernández por me conceder esse privilégio de ser treinador do Barcelona. É uma grande responsabilidade para mim. Quero devolver toda a confiança depositada em mim para esse novo projeto. E aí está meu trabalho, minha forma de fazer as coisas. Quero contribuir para que esse clube siga crescendo - afirmou, antes de elogiar o ex-clube:

- O Athletic é um clube especial para mim, o clube da minha vida, tenho que admitir, por tudo que passei lá. É como se fosse minha família, e custou para mim decidir depois de quatro anos seguidos não continuar e começar uma nova etapa. Gostaria de ter esses vínculos aqui. É uma das chaves para conseguir tudo que podemos. Sei que a exigência de meu cargo é muito alta, sou consciente da pressão que tenho para conseguir bons resultados. O Barça teve grandes treinadores anteriormente. Quero acrescentar um pouco ao objetivo que tinha antes. Queria um desafio difícil, e é um dos melhores, não tenho dúvida.

Valverde fez questão de enaltecer ainda o elenco catalão, repleto de craques.

- Contamos com um grande elenco, grandes jogadores. Desde Messi a Iniesta, passando por todos os demais. Como treinador, quero ajudá-los para que sejamos cada dia um time melhor. Quero criar um espírito de equipe que nos impulsiona. Estar juntos nos bons e maus momentos e sobretudo criar um espírito de equipe para criar emoções no público, na torcida em todo o mundo. E logicamente conseguir resultados, porque estamos aqui para isso - comentou.

O treinador falou também sobre futuras contratações para o time e afirmou não conhecer a fundo as características do time.

- É verdade que conversei com Robert e tenho conhecimento do elenco, mas de longe. Temos que conversar sobre contratações, e sei que o mercado do Athletic não é o mesmo que o do Barça. Confio plenamente na direção esportiva, e em função disso, decidiremos.

Devido ao estilo de jogo peculiar do Barcelona, Ernesto Valverde revelou que vai se adaptar ao esquema para seguir conquistando títulos.

- Tenho que me adaptar ao jogo e ao estilo que o clube tem há tanto tempo e com o qual conseguiu tantos títulos. Sei que o estilo do Barça passa por ter um jogo coletivo, de meio-campistas, que lida bem com a posse de bola. Há um esquema que o clube tem mais assimilado, que é o 4-3-3, mas não tenho nada decidido. Tudo passa por ter a iniciativa no jogo.

Valverde citou ainda suas referências na carreira de treinador.

- Tive a sorte de ter como treinador Cruyff, Heynckes, Irureta. Mas também conheço o trabalho de Luis Enrique e Guardiola. No fim, você copia um pouco de todos e cria seu próprio estilo.

Sobre Messi, o novo treinador do Barcelona não apontou onde pretende colocá-lo para jogar.

- É um jogador que é determinante jogue onde jogar. Uma coisa é vê-lo de fora, e outra é vê-lo de dentro. Eu não treinei nunca um jogador dessa qualidade. Dependendo de como ele vá, o jogo se condiciona de forma positiva - finalizou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos