'Frente formada por Conca, Diego, Ederson e Guerrero vai dar trabalho para a turma de trás'

Cheio de reforços para o Campeonato Brasileiro, o Flamengo está com um meio-campo regado de boas opções. Diego, Conca e Ederson é o trio que, apesar de nunca ter atuado devido a afastamentos por lesão, está voltando lentamente e tem lugar fixo entre as melhores formações a ser utilizadas pelo técnico Zé Ricardo.

Além dos atletas de peso do trio, Everton Ribeiro passa a ser opção. O meia está se desligando do Al-Ahli e o Rubro Negro já está acertando detalhes para que a transferência do jogador seja realizada. Outro atleta da posição que pode dar o ar da graça é Geuvânio, ex-Santos.

Se os planos do Flamengo se concretizarem, Zé Ricardo vai ter que fazer uma verdadeira prova múltipla-escolha para escolher os melhores entre Diego, Conca, Everton Ribeiro, Ederson, Gabriel, Geuvânio e Mancuello e montar um trio de responsabilidade para as disputas ao longo do Campeonato Brasileiro.

Para o jornalista Mauro Beting, do canal Esporte Interativo, uma formação com Conca, Diego, Ederson e Guerrero vai dar trabalho para os jogadores que ficam atrás.

- Quando você tem Conca, Diego, Ederson e Guerrero à frente, você escala esses caras. Mas evidentemente que sobra para a turma de trás. Vai sobrar hoje para o Márcio Araújo e para o Arão terem que fazer funções muito mais defensivas e os laterais também saírem menos para o ataque, porque você tem um time de qualidade, meias que flutuam como o Conca por dentro, um mais ofensivo espetado, como Ederson, mas que sabe armar e flutuar também, um baita jogador como o Diego e um em grande fase, como o Guerrero.

O jornalista ainda destaca que a formação pode ser a mais forte para o Flamengo, mas ressalta que outras mudanças também terão que ocorrer em outros setores.

- Parece o melhor time sim, mas para isso, Márcio Araújo vai ter que correr ainda mais, os laterais vão ter que ficar um pouco mais atentos e o próprio Arão vai ter que fazer funções mais defensivas, não que ele esqueça de pisar na área ou de articular por dentro junto com o Diego e, claro, com o Conca e com Ederson pelos lados. Mas todo mundo vai ter que correr mais, inclusive Conca e Ederson, para recompor, porque o Conca, eu não vejo correndo atrás do lateral adversário, mesmo com Ederson, pela sequência de lesões, pela idade, pela falta de ritmo. Sendo assim, a turma de trás vai ter que correr pela turma da frente - finalizou Mauro Beting.

Flamengo volta aos gramados do Maracanã no próximo sábado, em Volta Redonda, para enfrentar o Botafogo, em jogo válido pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. A bola rola no Raulino de Oliveira às 11h.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos