Roger projeta clássico com Flamengo e critica horário: 'Ruim para jogador'

Depois de ser decisivo contra o Sport, o centroavante Roger já virou a chave no Botafogo visando o grande clássico de domingo, contra o Flamengo, em Volta Redonda. O atacante - que marcou seis gols na temporada - deu entrevista na reapresentação alvinegra desta quinta-feira e projetou o duelo contra o rival, lembrando também da diferença de badalação em cima dos dois elencos.

- Não acho que a coisa é dessa forma. Futebol hoje se resume e resolve dentro de campo. Sabemos que sempre há badalação pelo clube que contrata, que paga um salário maior. Mas isso não entra dentro de campo. Acho que temos um elenco e um bom time. Badalação não ganha jogo. Temos que ficar ligados no time todo do Flamengo. Estaremos preparados para pará-los no domingo.

Uma particularidade irá marcar o jogo do Botafogo neste domingo: será a primeira vez que o elenco disputa um jogo no horário das 11h na temporada. E Roger criticou a decisão já acatada desde o ano passado de jogos nessa hora.

- Não gosto. Acho muito ruim. Ótimo para o torcedor, mas para nós, atletas... queria que um de vocês tivesse essa rotina um dia. Ter que, 7h da manhã, comer macarrão, pão... foge muito da rotina daquilo que estamos fazendo. Respeitamos, mas eu particularmente acho que o horário não ajuda em nada.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos