Santos perde prazo de compra e busca permanência de jovem meia

A prioridade do Santos no momento não é se reforçar e sim equilibrar as finanças do clube. No entanto, o técnico Dorival Júnior cobra a diretoria para não perder nenhum jogador, nem mesmo quem não é relacionado, como é o caso do meia Thaciano.

O empréstimo do jovem de 21 anos terminou no dia 10 de maio, data que o Santos tinha para pagar a primeira parcela da compra de 60% dos direitos do atleta, que pertencem ao Boa Esporte-MG.

Sem dinheiro para pagar o primeiro montante do total de R$ 1,2 milhão, o Peixe negocia para quitar o valor em outra data. Mesmo sem contrato, Thaciano segue treinando com o elenco profissional no CT Rei Pelé.

O técnico Dorival Júnior promoveu a subida do meia, que também atua como volante, no início do ano e cogitou inscrevê-lo no Paulistão.

No momento, o treinador conta com os seguintes jogadores para a posição: Lucas Lima, Longuine, Jean Mota, Vladimir Hernández (atacante), Vecchio e Serginho. Este último chegou a acertar sua ida por empréstimo ao Figueirense, no entanto, o negócio melou por um desacerto com o Peixe.

O Santos queria uma cláusula no contrato que viabilizasse a ida de Serginho para a Europa sem ressarcimento ao Figueirense, clube que o teria de graça. Os catarinenses, porém, não aceitaram.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos