Depois de novo gol em clássico, Jô se impõe pés no chão e elogia até defesa

Jô atuou em seu sexto clássico na temporada, e marcou o seu sexto gol. Neste sábado, além de balançar as redes esticando a perna de costas para o gol para concluir a vitória por 2 a 0 sobre o Santos, em Itaquera, o atacante ajeitou para Romero abrir o placar. Mas o artilheiro só prega humildade.

- Estou muito feliz por fazer gol em clássicos. Agradeço muito a Deus. Mas sempre vem à cabeça estar tranquilo, com os pés no chão. Nunca está excelente para mim, tenho sempre de melhorar. Sempre com humildade - declarou, enaltecendo até o trabalho da defesa, que completou três jogos sem levar gol.

- Meus companheiros fizeram uma grande partida. Em um clássico, fizemos um jogo seguro, batalhamos, corremos e fizemos os gols no momento necessário. E foi mais um jogo sem tomar gol. O Corinthians está crescendo, com os pés no chão. Estamos trabalhando e somos eficientes tecnicamente. A equipe está de parabéns.

O discurso contido do atacante, que coleciona bolas colocadas nas redes também de Palmeiras e São Paulo em 2017, não diminui a alegria nem de Fábio Carille. O técnico comemorou o momento de Jô.

- É uma fase maravilhosa. É claro que é importante para mim e para o torcedor o seu 'camisa 9' estar fazendo gols. Mas eu devo falar que o Jô é um cara que trabalha muito e merece.

Antes do clássico deste sábado, Jô fez sorrir até seu adversário. Em conversa com Dorival Júnior, o centroavante, que foi capitão do Corinthians pela quarta vez na temporada, levou o técnico do Santos à gargalhada.

- Falei para ele que agora até virei capitão. Ele sabe o que é - contou Jô, comandado por Dorival no Inter, no início da década, quando já admitiu que vivia sua pior fase fora de campo, comprometendo seu desempenho profissional.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos