Dirigente explica dificuldades na construção de Arena do Flamengo

Após muita expectativa, a Arena do Flamengo foi entregue pronta. O clube esperava estrear no estádio em março, mas isso não foi possível por causa de uma série de problemas. Um deles foi a descoberta de uma cratera entre os setores Norte e Leste, onde passava uma galeria de águas pluviais. O diretor de novos negócios do Rubro-Negro, Marcelo Frazão, falou ao LANCE! sobre os grandes desafios enfrentados na Ilha do Governador.

- A questão da galeria de águas pluviais foi um dos pontos, mas não o maior. Você teve uma questão de projeto, de conseguir fazer com que tivéssemos a torcida do Flamengo atrás de ambos os gols. Isso fez com que mudássemos a estrutura de acesso dos visitantes, o que acabou demandando mais tempo. Teve a questão das torres de iluminação, que também foi um ponto delicado na obra. Depois, o que mais tomou tempo foram as idas e vindas de adaptação de segurança, tratamento antichamas na arquibancada... Foi um processo de melhorias do estádio para se adequar às exigências - comentou.

TREINO DE AMBIENTAÇÃO ANTES DA ESTREIA

O Flamengo fará um treino na nova arena antes da estreia contra a Ponte Preta, no próximo dia 14. O clube chegou a cogitar um evento-teste com presença de torcedores, mas isso não deve acontecer.

- Provavelmente, teremos um treino fechado do elenco. Ainda não está confirmado, mas a tendência é que tenha, sim, este treino - disse Frazão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos