Lateral esquerdo do Guarani é preso por atraso de pensão

O lateral esquerdo Gilton, do Guarani, foi preso na tarde desta sexta-feira, na sede de um Poupatempo em Campinas. O jogador atrasou o pagamento de uma pensão alimentícia no valor de aproximadamente R$20 mil.

Gilton estava no Poupatempo para extender seu contrato com o Guarani quando foi informado pelo seu advogado, Renan Alarcon Rossi, que ele havia conseguido o habeas corpus em seu favor. A defesa do advogado se baseia na ideia de que Gilton não sabia da ação contra ele, e por isso não a havia pago.

O jogador se encontra atualmente lesionado, e por isso não viajou com o resto do grupo para Goiânia, onde o Bugre vai enfrentar o Vila Nova, pela Série B. Em nota oficial, o Guarani se mostrou solidário ao jogador, oferecendo suporte do departamento jurídico.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos