Oito motivos para crer que Maycon pode decidir clássico pelo Corinthians

  • Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

Maycon está fazendo esforço para não perder o sono e prejudicar suas condições físicas durante a maior sequência de jogos como profissional da carreira. Ele é pai há pouco mais de um mês e sofre com aquela fase em que o bebê fica acordado de madrugada e dorme durante o dia. Por enquanto, ele garante que a colaboração da esposa, Lyarah, faz tudo ficar mais fácil e permite que o foco não saia dos objetivos do Corinthians no Brasileirão. Por enquanto.

Motivado pela paternidade recente, que "faz amadurecer e dá muita força e alegria", Maycon disputará neste sábado seu primeiro clássico com a camisa 8. Segundo ele, a sugestão da diretoria para que abandonasse o número 30 foi um presente, e também aumentou a motivação para as partidas, a começar do duelo das 19h, contra o Santos.

"Isso veio para coroar o trabalho que venho fazendo desde o ano passado, quando comecei a brigar pelo meu espaço. Sei que esse número me traz muita responsabilidade e não tenho que fugir disso, de Basílio, Paulinho, Renato Augusto e tantos outros, jogadores que marcaram história. É uma responsabilidade que chamei para mim, mas a diretoria me deu apoio, sugeriu, então me senti honrado e feliz", diz, em entrevista ao LANCE! na véspera do clássico, que será seu 39º jogo como profissional do Corinthians.

Inspirado em Paulinho e Renato Augusto, Maycon pode ser decisivo na partida contra o Santos, que será realizada na Arena Corinthians. Listamos abaixo oito motivos para esta afirmação. Oito, como o número de camisa que ele vestirá.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos