Testemunha da confusão em Turim afirma: 'Parecia um filme de terror'

A final da Liga dos Campeões não foi marcada apenas pela tristeza dos torcedores da Juventus com a derrota, mas também por momentos de desespero para 40 mil pessoas na Praça San Carlo, em Turim, na Itália. De acordo com o jornal "Gezzetta dello Sport", um grupo teria gritado "bomba, bomba" e na correria as pessoas teriam se ferido ao cair tentando fugir.

- Ficamos com medo. Muito medo. Ao nosso redor, várias pessoas sangrando, feridas, um monte correndo sem sapatos. Me assustou ver as pessoas correrem descalças em meio a cacos de vidros. Parecia um filme de terror. A coisa que mais me aterrorizou foi a suposta explosão no momento da fuga. Eu vi pessoas ao meu lado correndo com joelhos feridos por estilhaços, poças de sangue - disse um jornalista chamado Andrea, em declaração ao jornal.

A confusão teve início por volta de 17h15 (de Brasília), logo após o segundo gol de Cristiano Ronaldo na decisão, que colocou 3 a 1 no placar. Torcedores reunidos no local se desesperaram com a chance de ser uma bomba e começou o corre-corre. Cerca de 600 ficaram feridas, oito delas em estado grave, incluindo uma criança.

- Não sei dizer exatamente o que aconteceu. A impressão é de que era um fogo de artifício, e depois começou a confusão. Vi pessoas com as mãos feridas por causa de garrafas quebradas. A multidão desesperada parecia um rio correndo, arrastando tudo. Foi horrível - comentou um torcedor chamado Giovanni, que não ficou ferido.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos