Presidente do Bota diz que torceu pela Juve por "Mundial em preto e branco"

  • Vitor Silva / SSPress.

O presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, adotou a irreverência ao ser indagado sobre a final da Liga dos Campeões da Europa, entre Real Madrid e Juventus. Muito feliz com o desempenho do Alvinegro na Libertadores, cujo campeão enfrentará o dono do título europeu, CEP brincou que ficou frustrado pela derrota da equipe italiana.

"Estava torcendo pela Juventus, para fazermos uma final de Mundial em branco em preto. Mas não foi possível", disse o presidente do Bota, que em seguida emendou: "A Europa é uma outra realidade. Vamos um degrau de cada vez".

O dirigente do Botafogo esteve na CBF para o sorteio dos confrontos das quartas de final da Copa do Brasil e comentou ainda o duelo com o Atlético-MG, outro alvinegro.

"Em um momento desses, não tem como escolher adversário. É até perigoso. Desde a Libertadores, quando pegamos Colo Colo, Olimpia, Atlético Nacional, o pessoal brincou que eu fui sem meia para o sorteio. Mas felizmente conseguimos superar essas fases. Não tem o que escolher. Vamos enfrentar o Atlético-MG, que tem um elenco fantástico", completou.

Na visão de Carlos Eduardo Pereira, a "casca" que o Botafogo criou por ter enfrentado pedreiras desde o início da temporada pode fazer a diferença no mata-mata.

"Eu não tenho dúvida. A equipe hoje está acostumada a esse processo de decisões, tem se saído bem. O time está sabendo decidir. A equipe está muito preparada, com disposição e sabendo se posicionar", finalizou.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos