Rafinha vê Brasil em alta e esclarece quase ida para a seleção alemã

Após o treinamento na madrugada desta segunda-feira, o lateral Rafinha deu entrevista coletiva no Lakeside Stadium, em Melbourne, na Austrália. O jogador do Bayern de Munique afirmou que o vexame na Copa do Mundo de 2014 já é passado e todas as outras seleções já sabem que a Seleção Brasileira voltou.

- Todos sabem que o Brasil está de cara nova, resgatou a alegria, o bom futebol e, hoje, quando entra para jogar, é favorito. Sabem que o Brasil está de volta, estão acompanhando. Respeito sempre houve, mas agora está mais forte. No Bayern, jogadores de várias seleções do mundo sabem que o Brasil está de volta - disse o lateral.

Apesar de hoje representar o Brasil, Rafinha chegou a tirar o passaporte alemão para ficar apto a defender a seleção local. O atleta atua no país há 12 anos e quase foi o substituto de Philipp Lahm na lateral direita.

- Eu não me via como parte dos jogadores que estava sendo convocada. Estava jogando todo ano no Bayern, ganhando títulos e não tinha oportunidades na seleção - afirmou ele, que chegou a recusar uma convocação do técnico Dunga.

Rafinha deve ser reserva no time comandado por Tite, já que Fagner se apresentou após a atividade no campo e começa a treinar nesta terça-feira. O jogador do Corinthians deve começar a partida contra a Argentina, na sexta-feira, dia 9, às 7h05 (de Brasília). Além disso, os brasileiros encaram a Austrália no dia 13, às 9h (de Brasília). O atleta afirmou que os jogos valem muito.

- São dois amistosos, mas contra o Brasil todos vão querer jogar bem, Brasil e Argentina é um clássico, todos conhecem e sabem da grandeza desse jogo. Vamos trabalhar forte. É um amistoso, mas dentro de campo passa a ser um jogo como qualquer outro - comentou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos