Centurión é a grande esperança do São Paulo para ficar com Jucilei

Jucilei é um dos destaques do São Paulo na temporada, mantendo a regularidade mesmo enquanto o time passou por seus piores momentos. Não é segredo que a diretoria deseja mantê-lo além de seu empréstimo, que acaba no fim do ano. E o caminho para adquiri-lo já está traçado: vender Centurión.

O atacante argentino de 24 anos está em reta final de empréstimo ao Boca Juniors e existe grande esperança na diretoria tricolor de que o clube de Buenos Aires ou outra equipe desembolse, ao menos, algo próximo de 4,5 milhões de euros (R$ 16,6 milhões). E é com esse dinheiro que a permanência de Jucilei pode ser garantida.

O volante de 29 anos está emprestado pelo Shandong Luneng, da China, até dezembro. Ele tem contrato com os asiáticos até a metade de 2019 e o São Paulo está ciente de que eles não devem liberá-lo por um valor barato, já que, há dois anos, o compraram por 8,5 milhões de euros (cerca de R$ 30 milhões). Além disso, Jucilei tem cidadania palestina, o que facilitaria sua ida para outro clube da Ásia, com mais capacidade financeira do que o Tricolor.

Já se cogitou a possibilidade de o jogador ampliar seu vínculo com o Shandong Luneng para ser novamente emprestado ao São Paulo, mas a chance é remota. Os chineses sabem que o brasileiro ganhou mais mercado com a visibilidade vestindo a camisa tricolor nesta temporada.

Por isso, a importância de conseguir vender Centurión, e existe essa expectativa no Morumbi. Nos primeiros meses deste ano, ele substituiu Tevez no Boca Juniors e apresentou futebol que o fez ser comparado a Neymar na Argentina. Mas pesa contra ele seus problemas extracampo. Há duas semanas, por exemplo, sua ex-companheira o acusou de violência doméstica.

Por isso, o time de Buenos Aires, que chegou a buscar formas no primeiro semestre de compensar o São Paulo com um valor próximo dos 6 milhões de euros (cerca de R$ 22 milhões), freou sua intenção de adquiri-lo. Mas não descarta sua permanência. E existe a esperança tricolor de que outra equipe estrangeira também se interesse por levar Centurión.

Ele tem contrato com o São Paulo até 2019, mas não deve ser utilizado por Rogério Ceni. Adquirido em 2015 por mais de R$ 13 milhões com a ajuda de Vinicius Pinotti, hoje diretor de futebol do clube, Centurión não deixou saudades nas 81 partidas pelo São Paulo, marcando oito gols e dando nove assistências

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos