Danilo trata contusão muscular após nove meses sem atuar no Corinthians

Fora de ação há nove meses, quando quebrou dois ossos da perna direita e correu até mesmo risco de amputação do membro após lance em treino do Corinthians, o meia Danilo precisará adiar em mais algumas semanas seu retorno aos treinamentos sem restrições junto com o restante do grupo. Nos últimos dias, o jogador de 37 anos teve diagnosticado um estiramento muscular na panturrilha esquerda e já iniciou tratamento no CT Joaquim Grava. Pelo tempo de afastamento, o clube considera a lesão como normal.

"No seu retorno às atividades, Danilo teve uma intercorrência muito comum nesses casos de longo período fora dos gramados", justificou o clube, por meio de nota oficial. Além da lesão delicada, o meia completa 38 anos no domingo, e a idade exerce influência no prazo de recuperação.

Em agosto de 2016, durante um treinamento fechado comandado por Cristóvão Borges, Danilo sofreu grave lesão e foi levado de ambulância do CT Joaquim Grava. No dia seguinte ele já operou as duas fraturas na perna direita e iniciou os períodos de repouso e em seguida de tratamento. Ele retomou os treinamentos em campo em abril, mas já sob precaução do departamento médico e comissão técnica, que não estabeleceu previsão de retorno.

Segundo relatos de membros da comissão, Danilo vinha mostrando muita euforia com o retorno aos gramados, mas é justamente essa empolgação que preocupa os profissionais do clube. Em outras palavras: se pudesse, o meia de 37 anos treinaria forte todo dia até conseguir voltar, mas uma carga muito alta pode atrapalhar o processo gradativo de retorno aos gramados e gerar novas lesões. O Corinthians trata a volta dele com calma.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos