Fartura: com chegada de reforços, Fla terá dez atacantes e oito meias

São muitas as opções. Com a iminente de chegada de reforços, o técnico Zé Ricardo terá trabalho e a famosa 'boa dor de cabeça' para montar o time do Flamengo. Rhodolfo deve ser anunciado em breve como novo defensor do clube, mas o que chama mesmo a atenção é a fartura de alternativas ofensivas. Com Everton Ribeiro e Geuvânio à disposição, serão oito meias e dez atacantes.

Entre os meias, há jogadores renomados e garotos formados na base do clube: Conca, Ederson, Diego, Matheus Savio, Lucas Paquetá, Adryan, Mancuello e agora Everton Ribeiro.

Já no ataque, há ainda mais opções, incluindo a joia Vinicius Júnior. Os outros são Guerrero, Éverton, Gabriel, Leandro Damião, Felipe Vizeu, Cafu, Thiago Santos, Berrío e, em breve, Geuvânio.

Naturalmente, com a chegada de alguns jogadores, outros perdem espaço. Recentemente, por exemplo, o empresário do meia Adryan, Reinaldo Pitta, disse que o atleta deveria deixar o clube por falta de oportunidades.

Há, porém, quem não se sinta intimidado com a chegada de mais jogadores. O meia Diego falou, em entrevista coletiva, sobre a chegada de Everton Ribeiro e o trabalho de Zé Ricardo.

- É uma boa dor de cabeça. Mas passa por aquilo que falei sobre Conca. Bons jogadores acabam sempre tendo espaço. Alguns podem se sacrificar quando for possível, com equilíbrio pode jogar - ponderou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos