Ruim para os dois: Fluminense e Atlético-PR empatam no Maracanã

Na abertura da quinta rodada do Brasileiro, Fluminense e Atlético-PR ficaram no 1 a 1 no Maracanã. O resultado não agradou nenhuma das torcidas. Se vencesse, o Tricolor chegaria aos 12 pontos e assumiria a liderança. O Furacão, agora com dois pontos, segue em busca de sua primeira vitória dentro da incômoda zona de rebaixamento.

A primeira etapa no Maracanã foi marcada pela efetividade do Atlético-PR e pela dificuldade no último passe tricolor. Logo aos sete minutos, Jonathan apareceu na linha de fundo com total liberdade. Ficou fácil para o camisa 2 encontrar Pablo na área: 1 a 0 para o Furacão, que só chutou esta vez no gol.

O time de Abel não demorou a reagir, Luiz Fernando, de fora da área, e Richarlison tentaram, mas não finalizaram bem. Com a defesa compacta, o Furacão forçou a saída de bola com Henrique e Reginaldo, que arriscavam o passe longo - sem sucesso na maioria dos lances.

Novas chances de gol apareceram a partir dos 25 minutos. Quando o Ceifador venceu a marcação de Wanderson, Santos pulou no canto esquerdo e fez ótima defesa.

Foi então que Scarpa chamou a responsabilidade e passou a ditar o ritmo. Do pé direito do camisa 10 saiu o cruzamento que Reginaldo desviou de cabeça e deixou o placar em 1 a 1. Antes o intervalo, Scarpa ainda ameaçou a meta rival em chute de fora da área e deu bom passe para Richarlison, mas nada feito.

Eduardo Baptista melhorou o time com as entradas de Rossetto e Douglas Coutinho. Em erro tricolor na saída de bola, o atacante quase marcou de fora da área. O Furacão segurou o ímpeto do Flu e passou a ocupar o campo de ataque, mas novamente apresentou dificuldade no passe final e na hora da finalização. Júlio César pouco foi exigido.

Abel apostou em Matheus Alessandro e tirou Lucas. Minutos depois, Renato, que passou para a lateral, acertou de forma não intencional o rosto de Wanderson. A cena forte terminou com o zagueiro deixando o gramado de colar cervical e de ambulância. O Furacão atuou a parte final com um homem a menos e resisitu à pressão, apesar dos 10 minutos de acréscimo dado pelo juiz. Santos foi bem nas saídas.

Em contra-ataque aos 51 minutos da etapa final, Nikão teve a bola do jogo nos pés, mas chutou mal. Restou lamentar as chances perdidas aos dois times.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 1X1 ATLÉTICO-PR

?Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Data/hora: 6 de junho de 2017, sábado, às 18h

Árbitro: Igor Junio Benevuto (MG)

Assistentes: Marcio Eustáquio Santiago (MG) e Celso Luiz da Silva (MG)

Renda/Público: R$ 255.900,00 / 14.843 presentes (13.029 pagantes)

Cartão amarelo: Renato, Léo e Richarlison (FLU); Lucho González, Jonathan e Santos (CAP)

Cartão vermelho: Não houve.

GOLS: Pablo (0-1, 7'/1ºT) e Reginaldo (1-1, 32'/1ºT)

FLUMINENSE: Júlio César; Lucas (Matheus Alessandro, 24'/2ºT), Nogueira, Henrique e Léo; Luiz Fernando (Marcos Junior, 38'/2ºT), Wendel e Douglas; Scarpa, Richarlison (Pedro, 42'/2ºT) e Henrique Dourado - Técnico: Abel Braga.

?

ATLÉTICO-PR: Santos; Jonathan, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Otávio, Lucho González (Deivid, 20'/2ºT), Eduardo Henrique (Matheus Rossetto, Intervalo) e Nikão; Pablo e Eduardo da Silva (Douglas Coutinho, Intervalo) - Técnico: Eduardo Baptista.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos