Pela "Lei de Guardiola", próximas 2 semanas podem definir quem perde o BR

  • Carl Recine/REUTERS

    Será que a "Lei do Guardiola" vai valer no Campeonato Brasileiro?

    Será que a "Lei do Guardiola" vai valer no Campeonato Brasileiro?

"O título se ganha nas últimas oito rodadas e se perde nas oito primeiras". A receita para vencer um campeonato de pontos corridos em 38 jogos é de Pep Guardiola, contada pelo jornalista Martí Perarnau, no livro "Guardiola Confidencial". A história do Campeonato Brasileiro de pontos corridos com 20 clubes mostra que a tese é verdadeira. A máxima distância de um campeão brasileiro para o líder em oito rodadas foi de seis pontos, duas vezes, em 2008 e 2009 (São Paulo e Flamengo, respectivamente, ambos em sétimo lugar).

Nenhuma vez os clubes da oitava colocação para baixo reagiram a ponto de terminar a temporada com a taça de campeão brasileiro. A história mostra que se perde, sim, o Brasileirão com uma largada ruim. As próximas duas semanas, com quatro rodadas, passam a ser essenciais em especial para favoritos que largaram com baixa pontuação, casos de Flamengo (seis pontos), Palmeiras (quatro), Santos (três) e Atlético-MG (três).

Ser líder em oito jogos, no entanto, pouco significou na história do campeonato: Sport (2015), Botafogo (2013 e 2007), Atlético-MG (2012 e 2009), Corinthians (2010), Flamengo (2008) e Fluminense (2006) lideraram e não terminaram campeões. O Internacional, com 19 pontos em oito jogos no ano passado, acabou rebaixado. Mas o atual campeão Palmeiras era o vice-líder, com 16. Cruzeiro, em 2014, e Corinthians, em 2011, lideravam na oitava rodada.

Após quatro rodadas em 2017, com a Chapecoense líder (dez pontos, mesma pontuação do Corinthians), o Brasileirão será "acelerado" a partir desta semana - Fluminense e Atlético-PR abriram a quinta rodada com empate em 1 a 1, no Maracanã, nesta terça. Haverá jogos em meio de semana até a décima rodada, que começa em 24 de junho. Em menos de 20 dias, portanto, a classificação já terá "grupos" bem desenhados.

Em 2016, quem mais ameaçou o Palmeiras no fim estava no bloco de cima nesta etapa do campeonato. O Santos (vice) era o quarto, com 13 pontos, mesma pontuação do Flamengo (terceiro colocado), em sétimo. O Atlético-MG somava apenas sete pontos e estava afundado na zona do rebaixamento, em 18º lugar. O Galo arrancou de forma espetacular, acabou em quarto, mas a conta para título ficou distante por causa do péssimo início. Foi o primeiro dos que sonhavam com a taça a não ter mais condições de alcançar o Pameiras.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos