Com lucro de R$ 12 mil, Santos se preocupa com volta ao Pacaembu

Apesar da atuação irregular, o Santos deixou o Pacaembu com uma boa sensação ao vencer o Botafogo por 1 a 0 na última quarta-feira. No entanto, a diretoria santista teve uma preocupação: a renda da bilheteria com 12.190 pagantes.

O público foi abaixo do esperado pelos dirigentes alvinegros, que acreditavam no comparecimento de pelo menos 20 mil pessoas. No total, 14.486 torcedores estiveram nas arquibancadas, contando com gratuidades, gerando uma renda de R$ 349.190,00.

Porém, com os gastos como locação, policiamento, funcionários, entre outros, o Santos lucrou apenas R$ 12.642,62, sem contar com despesas de hospedagem e deslocamento a São Paulo.

Os números fizeram a diretoria ligar o sinal de alerta, já que o Peixe volta ao Pacaembu no dia 17 de junho, sábado, às 21h, para enfrentar a Ponte Preta, pela oitava rodada do Brasileirão. A preocupação se deve pelo fato de que a partida não ter o mesmo apelo de um jogo de mata-mata, como foi o das quartas do Paulistão, contra a mesma Macaca, em que mais de 30 mil pessoas compareceram.

 

Na última quarta, o total de gastos foi de R$ 336.547,00, incluindo ambulância, antidoping, arbitragem, arrecadador, supervisor da CBF, policiamento e despesas diversas.

 

Segundo dirigentes santistas, o mesmo valor seria arrecadado na Vila Belmiro com um público de até 7 mil pagantes, já que os custos de policiamento seriam menores e o aluguel eliminado. A locação do Pacaembu na última quarta-feira custou R$ 52.378,50.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos