Edigar Junio brilha, e Bahia derrota o Cruzeiro na Fonte Nova

O Bahia recebeu e venceu o Cruzeiro por 1 a 0, na noite desta quinta-feira, na Fonte Nova. Jogando com um a mais desde o começo do jogo, a equipe de Jorginho chegou ao gol no começo do jogo com Edigar Junio e depois só administrou. O Cruzeiro lutou, criou algumas oportunidades mas não conseguiu evitar a derrota. Com o resultado, o Bahia subiu para a sexta posição na tabela, com nove pontos. O Cruzeiro se manteve no meio, com sete.

Era um confronto interessante na Fonte Nova. De um lado, o Bahia, invícto e com 100% de aproveitamento dentro de casa. Do outro, o Cruzeiro, invícto jogando fora de Minas Gerais. Mas a equipe de Mano Menezes tinha problemas para resollver. Muito desfalcada, demorou para se encontrar em campo. A zaga improvisada formada por Léo e Henrique não passava confiança.

E a falta de entrosamento pesou logo aos oito minutos. Edigar Junio recebeu em profundidade e ia ficar cara a cara com Fábio, se não fosse a falta cometida por Henrique, que levou cartão vermelho direto. Com um a menos, o Cruzeiro ficou mais recuado, chamando o Bahia para o seu campo defensivo.

Não demorou muito para que a superioridade numérica fizesse a diferença. Aos 18 minutos, Allione recebeu de Zé Rafael pela esquerda e cruzou de primeira. Edigar Junio completou dentro da pequena área e Fábio nada pôde fazer.

Depois, o Bahia diminuiu o rítmo, o que possibilitou o Cruzeiro de equilibrar a partida. Robinho teve a chance de empatar, aos 35, depois de jogada de Diogo Barbosa, mas parou em Jean. O lance acordou o Bahia, que quase marcou o segundo no fim do primeiro tempo, em cobrança de falta de Juninho, que acertou a trave.

No segundo tempo, o Bahia veio com a intenção de administrar o resultado. Tocava a bola de um lado para o outro, sem muita objetividade. O Cruzeiro esperava um contra-ataque para criar perigo. Thiago Neves perdeu chance clara aos 14 minutos, depois de tabelar com Robinho.

Depois, o jogo voltou a ficar morno. A única grande chance foi de novo a favor do Bahia, aos 27 minutos, quando Murilo aproveitou cruzamento de Matheus Reis e acertou a trave cruzeirense mais uma vez. A Raposa ainda tentou reagir no final, mas sentiu falta do décimo primeiro jogador e não evitou a derrota na Fonte Nova.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 1 X 0 CRUZEIRO

Local: Fonte Nova, Salvador

Data-hora: 8/6/2017 - 21h

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes (FIFA-RJ)

Auxiliares: Rodrigo F Henrique Correa (FIFA-RJ) e Thiago Henrique Neto (RJ)

Público: Não disponível

Cartões amarelos: Renê Júnior, Vinícius, Eduardo e Tiago (BAH); Ábila, Ezequiel (CRU)

Cartões vermelhos: Henrique, 8'1°T (CRU)

Gols: Edigar Junio, 18'1°T (1 a 0)

BAHIA: Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Matheus Reis; Renê Júnior, Juninho, Allione (Mendoza, 39'2°T), Vinícius (Gustavo Ferrareis, 17'2°T) e Zé Rafael (Feijão, 45'2°T); Edigar Junio- Técnico: Jorginho.

CRUZEIRO: Fábio; Ezequiel, Henrique, Léo e Diogo Barbosa; Lucas Romero, Ariel Cabral, Robinho (Élber, 29'2°T), Thiago Neves (Rafinha, 37'2°T) e Alisson; Ábila (Murilo, 31'1°T) - Técnico: Mano Menezes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos