Michel e Everton brilham, Grêmio goleia Chape e fica perto da ponta

Maluco! Este é o melhor adjetivo para definir a goleada gremista de 6 a 3 sobre a Chapecoense, nesta quinta-feira, na Arena Condá, pela quinta rodada do Brasileirão. O confronto, inicialmente marcado para a última quarta-feira, precisou ser adiado pois as duas equipes tiveram dificuldades para chegar à Chapecó. Michel, duas vezes, Everton, três vezes, e Luan marcaram para o Grêmio. Luiz Antonio, Reinaldo e Arthur Caike descontaram para os mandantes, que só tinham sofrido um gol até aqui.

A mesma partida que deixou o Tricolor com 12 pontos, em segundo, e com um ponto atrás do líder Corinthians, deu à Chape a primeira derrota na competição. O time catarinense está em quarto, com dez pontos, e no próximo domingo visita a Ponte Preta, às 16h. Já o Grêmio recebe o Bahia, na segunda.

Michel brilha no primeiro tempo

Apesar do agradável número de gols, a etapa inicial deixou a desejar no quesito intensidade. Ela começou morna, e o torcedor tinha dificuldades de prestar atenção. Muitos não devem ter visto a verdadeira pintura que inaugurou o placar, aos 20. Michel fez o gol que Pelé não conseguiu, chutou do meio-campo e encobriu Jandrei. O mais curioso é que ele tentou o cruzamento.

O gol deu um ânimo no jogo e sobretudo, em Michel. Cinco minutos depois, o volante fazia o segundo, de cabeça, após cobrança de falta de Luan. O volume de oportunidades cresceu na reta final do primeiro tempo, mas nada que empolgasse o torcedor.

Apesar disso, a Chape descontou em um gol ' sem querer': Luiz Antonio cobrou falta e Marcelo Grohe pegou, aparentemente, em cima da linha, mas o gol foi marcado. A linha voltou a protagonizar outro lance da Chape. No último minuto, Seijas bateu cruzado e Kannemann afastou. Quase o empate.

Chuva de gols na etapa complementar

O Grêmio voltou disposto a matar o jogo no segundo tempo. Uma prova disso foi a postura ousada do técnico Renato Portaluppi: ele colocou Everton, aos 13, e tirou Lucas Barrios. A aposta na velocidade ofensiva foi premiada no minuto seguinte. O atacante, no primeiro toque da bola, ampliou. Ele recebeu de Pedro Rocha e encobriu Jandrei. Everton ampliou no minuto seguinte, desta vez, na saída do arqueiro do Verdão.

A chuva de gols não parou por aí. Aos 25, Rossi partiu para o ataque, mas Cortez encostou na bola e marcou pênalti. Reinaldo descontou: 4 a 2. Everton ainda conseguiu ampliar, aos 35. Novamente, cara a cara com Jandrei. Não perca as contas: era o quinto do Grêmio.

A Chape descontou aos 44, com Arthur Caike, de cabeça. Ele subiu livre entre Thyere e Edílson, e mal teve tempo de comemorar pois no minuto seguinte Luan ampliou, chutando na saída de Jandrei: 6 a 3. Jogo maluco! O melhor adjetivo para a partida.

Ficha Técnica

Chapecoense 3 x 6 Grêmio - 5° rodada do Campeonato Brasileiro

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC) em Recife (PE)

Data-hora: 08/06/2017 - 20h (de Brasília)

Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)

Público e Renda: 14.403 presentes e R$639.175,00

Cartões amarelos: Wellington Paulista, Apodi e Andrei Girotto (CHA); Kannemmann, Cortez e Marcelo Grohe (GRE)

Cartões vermelhos: Não houve

?Gols: Michel, aos 20'1°T (0 x 1) e aos 25'1°T (0 x 2), Luiz Antonio, aos 33'1ºT (1 x 2), Everton, aos 14'2ºT (1 x 3), aos 15'2ºT (1 x 4) e aos 35'2ºT (2 x 5), Reinaldo, aos 27'2ºT (2 x 4), Arthur Caike, aos 44'2ºT (3 x 5), e Luan, aos 45'2ºT (3 x 6).

Chapecoense: Jandrei; Apodi, Victor Ramos, Luiz Otávio e Reinaldo; Andrei Girotto, Luiz Antônio (Osman, aos 28'2ºT) e Seijas (Túlio de Mello, aos 19'2ºT); Rossi, Arthur Caike (44'2Tº) e Welllington Paulista (Nadson, aos 19'2ºT). Téc: Vagner Mancini.

?

Grêmio: Marcelo Grohe; Léo Moura (Edílson, aos 38'2ºT), Rafael Thyere, Kannemann e Cortez; Michel, Ramiro e Arthur; Pedro Rocha (Maicon, aos 32'2ºT), Lucas Barrios (Everton, aos 13'2ºT) e Luan. Téc: Renato Portaluppi.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos