Prejuízo corintiano por sinalizadores da torcida já ultrapassa os R$ 150 mil

Julgado nesta sexta-feira pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o Corinthians levou uma multa de R$ 40 mil por uso de sinalizadores por parte de sua torcida durante a partida contra o Atlético-GO, vencida por 1 a 0 e realizada no estádio Serra Dourada, em Goiânia, em 28 de maio. A nova multa aumenta o prejuízo corintiano para valores acima de R$ 150 mil, e a tendência é que seja elevada nos próximos dias, porque o jogo contra o Santos também foi paralisado pela mesma razão. Este julgamento ainda não tem data marcada.

O jogo contra o Atlético-GO foi parado aos 34 minutos do segundo tempo pelo uso de sinalizadores na torcida visitante e demorou quatro minutos até ser retomado. O Corinthians foi enquadrado no artigo 213 por deixar de prevenir e reprimir desordem pelo uso de sinalizadores e levou a multa - ainda cabe recurso. O clube mandante foi absolvido em decisão unânime do STJD.

Segundo o site do STJD, "João Zanforlin, advogado do Corinthians, lamentou mais um episódio de sinalizadores e destacou que o clube toma todas as medidas necessárias, porém nem mesmo a polícia consegue identificar o infrator devido o objeto ser pequeno e o torcedor ser acobertado pelos demais. A defesa sustentou ainda que os torcedores que estavam no Serra Dourada eram de Goiás e não de organizadas paulistas".

Em maio, o Corinthians publicou nota oficial em que recriminou o uso de sinalizadores nas arquibancadas da Arena, o que ocorreu logo após o acendimento dos artefatos em vários setores do estádio na final do Campeonato Paulista, contra a Ponte Preta. Neste comunicado, o clube anunciou mais de R$ 110 mil em multas e avisou que teme perdas de mando de campo pela reincidência das ações.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos