Amor e superação: a história do casal de torcedores que você respeita

Nem dias chuvosos e fases ruins são capazes de afastar Jairton Rocha, de 49 anos, do estádio Couto Pereira. Torcedor fervoroso do Coritiba, ele mora no município de Guaratuba (PR), 130 quilômetros distante de Curitiba, mas sempre quando pode está presente na arquibancada. A distância é um fator que dificulta as coisas, mas está longe de ser a principal barreira. Jairton tem distrofia muscular nas pernas, por conta de um erro médico, e não anda desde os 13 anos. Ele só consegue se locomover e ver os jogos deitado em uma maca. Acompanhar o time do coração de perto só é possível graças à esposa Solange Rocha, de 47 anos. Neste Dia dos Namorados, conheça a história do casal que personifica com perfeição a frase "o futebol não é apenas um jogo".

Jairton já teve sua imagem viralizada nas redes sociais por diversas vezes. Sempre de maca, no meio do povo, com um cartaz de incentivo e uma bandeira do Coritiba no corpo. O torcedor já ganhou os mais diversos elogios por sua força de vontade, mas ele faz questão de dividir a exaltação com sua esposa. Em papo com o LANCE!, Jairton contou detalhes do apoio recebido pela amada.

- Ela é quem dá todo suporte para mim. Ela é o alicerce que me ajuda nas barreiras da minha vida, inclusive nos jogos. Vou aos jogos desde 2011 e ela sempre me acompanha, dá a maior força. Ela é uma grande mulher, uma guerreira. Sem ela, tudo ficaria mais difícil - disse Jairton, complementando:

- Ela me coloca no carro, arruma minha maca, me arruma com a bandeira que eu vou enrolado no corpo sempre, é o meu braço direito. São 25 anos de casamento, mais três de namoro antes - comentou Jairton Rocha, também explicando como foi o erro médico que o fez perder o movimento das pernas:

- Foi um gesso que o médico colocou em mim. Eu tinha uma dor simples no osso do quadril. Não foi nenhuma fratura, mas o médico me engessou até o pé. Quando ele tirou esse gesso, eu estava totalmente atrofiado, sem poder sentar, sem poder caminhar. Foi um gesso colocado de forma errada, pois não tinha fratura. Ele me engessou do peito para baixo. Antes disso eu andava normalmente. Não uso cadeira de rodas porque não consigo sentar. Eu sinto minhas pernas, mas elas são atrofiadas. Elas não têm mais as articulações, são totalmente retas. Não dobra joelho, não dobra tornozelo. Onde tem junta, não dobra. Por isso eu fico na maca, não consigo ficar sentado.

Jairton e Solange têm um filho, de 26 anos, e uma filha, de 20. Jairton é técnico de um time de futebol em Guaratuba, o Juventude Esporte Clube. Já Solange é aposentada por motivos de saúde. Solange, assim como Jairton, é apaixonada pelo Coritiba. Jairton recorda a maior emoção vivida com a esposa em um jogo.

- Foi em Itu (SP), em 2013. O Coritiba enfrentou o São Paulo no estádio Novelli Júnior e precisava vencer para não cair. Nós fomos de Guaratuba até Itu de carro, são 530 quilômetros. Foi sofrido, cansativo, mas o time precisava de apoio, era a última rodada. Quando jogo acabou, comemorei muito com minha esposa. Nos abraçamos, ficamos emocionados. O Coritiba venceu por 1 a 0 - recordou Jairton, ao lado de Solange, que também lembrou o momento:

- Nossa, meu Deus! Quando saiu aquele gol, eu vi a felicidade no rosto dele.

A próxima ida para o estado de São Paulo já está programada. Jairton espera conseguir estar em Itaquera para o duelo contra o Corinthians, em 1º de outubro, duelo válido pela 27ª rodada. Para isso, ele colocou à venda nas redes sociais uma rifa valendo uma camisa autografada do Coritiba. Cada cartela custa R$ 10 e todo o dinheiro arrecadado será utilizado na viagem.

- A gente gosta de ficar na arquibancada. Prefiro ficar no povão para incentivar, sentir a adrenalina. Tenho esse amor pelo Coritiba desde pequeno, já nasceu comigo. E eu não consigo ser aquele torcedor corneta que fica criticando o time. Eu gosto de apoiar, não importa o momento. Não sou torcedor de estar lá só quando o time está ganhando. Quando o time está ganhando é fácil bater no peito. Não gosto de criticar, de cornetar. Meu negócio com o clube é amor mesmo, não é ser torcedor modinha. Minha alegria é ver o Coritiba em campo - comentou Jairton, recebendo mais um carinho de Solange:

- Estou sempre junto com ele. E vai ser assim para sempre.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos