Carli brinca com pênalti anulado do Avaí: 'Por que não aconteceu no meu'

O argentino Carli foi o grande personagem do jogo entre Botafogo e Coritiba. Ele cometeu dois pênaltis em Rildo e marcou o gol que garantiu o empate em 2 a 2. Contudo, o segundo lance - que originou o tento de Henrique Almeida - foi alvo de reclamações por parte do zagueiro, principalmente em relação ao fato de que Rildo acabou caindo antes do contato com o camisa 3 do Glorioso.

Até por isso, ele brincou com a polêmica do jogo do rival Flamengo, quando a arbitragem demorou e voltou atrás em pênalti marcado para o Avaí, com a suspeita de interferência externo dentro do jogo disputado na Ressacada.

- Eu estava assistindo ao jogo do Avaí, que vamos enfrentar daqui a quatro rodadas. Vi o lance e pensei: "Por que não aconteceu a mesma coisa no meu pênalti?". Mas é o futebol. Temos que fazer nosso trabalho e sermos julgado por isso. Os árbitros têm que ser avaliados, assim como sou avaliado pelo Jair, pela diretoria e por meus companheiros - disse Carli sobre a arbitragem.

O botafoguense que compareceu ao Nilton Santos pode perceber, depois do segundo gol do Coxa, que Carli se jogou ao ataque e passou a atuar adiantado. O argentino admitiu ter decidido buscar compensar o pênalti cometido e citou o fato "personalidade" como um diferencial na atitude tomada por cada atleta.

- Depois do segundo pênalti passou muita coisa pela minha cabeça. Isso é da personalidade de cada jogador. O segundo não foi pênalti, mas o juiz deu. Eu precisava ajudar o time a virar o resultado. E deu certo com meu esforço, sacrifício. Qualidade técnica no ataque não tenho muita, mas sabia que poderia ajudar o time e consegui o gol. Fiquei agradecido pelo carinho da torcida. Ela é maravilhosa comigo - completou o autor do segundo gol do Botafogo no jogo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos