David Luiz volta a ser titular da Seleção Brasileira após um ano

O nome do zagueiro David Luiz na Seleção Brasileira era algo frequente de 2010, com a chegada de Mano Menezes ao posto de treinador, até março do ano passado, quando o cargo era ocupado por Dunga. Após uma sequência irregular, que culminou com uma atuação ruim diante do Uruguai, o jogador acabou não sendo mais chamado. No entanto, o defensor ganhou nova oportunidade com Tite e será titular no amistoso desta terça-feira, contra a Austrália, em Melbourne.

O "ano sabático" longe da amarelinha parece ter feito bem a David Luiz. De volta ao Chelsea, que comprou o jogador junto ao PSG antes do início da temporada passada, o zagueiro foi titular absoluto dos Blues, que faturou o título inglês. Além disso, enquetes e votações colocaram ele como o melhor zagueiro da competição. Vale lembrar ainda que o atleta jamais foi expulso desde seu primeiro ano no futebol europeu, quando atuava pelo Benfica.

Na Seleção, apesar de ser contestado desde a queda na semifinal da última Copa do Mundo, os números de David Luiz são consistentes. Convocados por todos os quatro técnicos que estiveram no posto desde 2010 (Mano Menezes, Luiz Felipe Scolari, Dunga e agora Tite), ele acumula um total de 40 gols sofridos em 56 duelos, uma média de 0,7 por jogo.

Uma das características que faz Tite gostar de David Luiz é a polivalência, uma vez que ele pode atuar também como volante. Por conta disso, ele será escalado para o amistoso desta terça-feira no meio de campo.

- Ele é versátil, deve ter mais de 20 jogos importantes e decisivos como primeiro meio-campista ou defensor. Antes da final do Mundial de 2012, ele jogou no meio. Na final contra o Corinthians, nos enfrentou como zagueiro. Pode ser utilizado de uma forma ou outra. Retomou o alto nível e merece estar na convocação - declarou o treinador.

Com um total de 17 títulos na Europa (um dos atletas brasileiros em atividade com mais títulos no Velho Continente), além da Copa das Confederações de 2013 pela Seleção, David Luiz sabe que essa nova convocação pode ser vital para que ele entre de vez como possível alvo de Tite na formação do grupo para a Copa do Mundo de 2018.

- Eu lutei muito para ter essa oportunidade de voltar à Seleção. Eu amo jogar pelo meu país, e agora é tentar dar continuidade no trabalho dentro daquilo que eu fiz em toda a temporada - afirmou.

Se dentro das quatro linhas David Luiz tenta se firmar novamente, fora segue em alta com os fãs. Sempre ativo neste tipo de interação, o jogador, somando todas as redes sociais, ultrapassou a marca dos 16 milhões de seguidores. Agora, precisa deixar uma boa impressão com Tite para seguir na corrida por uma vaga no grupo que irá à Rússia no ano que vem.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos