Ex-sombra de Guerrero no Fla, Kayke ameaça Ricardo Oliveira no Santos

Levir Culpi assume o Santos nesta segunda-feira e já terá que tomar uma rápida decisão antes do clássico contra o Palmeiras, na quarta-feira, na Vila Belmiro. No último jogo antes do treinador chegar - vitória sobre o Atlético-PR fora de casa - Kayke anotou os dois gols da vitória e pede passagem no ataque.

A ascensão do camisa 11 coincide com o retorno de Ricardo Oliveira, que estava no departamento médico tratando entorse no tornozelo esquerdo.

Com Dorival Júnior, o camisa 9 era titular absoluto, mas tem números abaixo do que apresentou nas últimas duas temporadas. Em 2017, convivendo com lesões, o capitão esteve em 16 jogos e anotou quatro gols. O reserva esteve em 17 partidas e balançou as redes seis vezes.

Na carreira, não é a primeira vez que Kayke faz sombra ao camisa 9 do time. No Flamengo, seu clube antes do Yokohama Marinos, do Japão, o atacante fez sombra a Guerrero e chegou a tomar o posto do artilheiro no fim de 2015.

Outro histórico alarmante para o Peixe é o de Levir Culpi. O técnico já barrou jogadores como Ronaldinho Gaúcho no Atlético-MG e Fred no Fluminense, este no ano passado, pois acreditava que o atacante humilhou Gustavo Scarpa no vestiário, fato polêmico à época.

Assim que demitiu Dorival Júnior, o presidente Modesto Roma Júnior afirmou que era necessário "balançar a roseira", se referindo a uma cobrança mais forte no elenco, sem especificar mudanças.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos