Com Diego Souza mostrando faro artilheiro, Brasil goleia a Austrália

O que dá para fazer em 11 segundos? Para Diego Souza, gol. Um dos jogadores que receberam a oportunidade de, na série de observações do técnico Tite, iniciar como titular o amistoso do Brasil contra a Austrália, o atacante foi o responsável por balançar as redes com uma rapidez incomum. Com dois gols, ele abriu e fechou a vitória da Seleção Brasileira por 4 a 0, nesta terça-feira, em Melbourne.

Com um placar folgado, o Brasil encerrou em alta a viagem que serviu para testes, apesar de ter perdido na sexta-feira para a Argentina. A Seleção Brasileira agora volta a jogar em 31 de agosto, contra o Equador, em Porto Alegre, pelas Eliminatórias.

Além de Diego Souza, que vai esquentando ainda mais a briga com Firmino para ser o reserva de Gabriel Jesus no ataque da Seleção, quem balançou as redes foi o zagueiro Thiago Silva. Um reencontro com o gol - pela quinta vez com a camisa do Brasil - na 63ª partida do capitão da Copa-2014. Aos poucos, o zagueiro vai se reconciliando com a Seleção.

Na partida que serviu para completar a fase de testes nesta data Fifa, Taison foi o autor do terceiro gol. Ele teve só os minutos finais do duelo com Messi, no amistoso passado, mas, recebendo mais tempo para mostrar serviço, balançou as redes e completou o placar.

Ainda tratando de reconciliação, quem deixou boa impressão na partida também foi David Luiz. Atuando como volante, posicionado à frente da dupla de zaga, ele deu um importante equilíbrio defensivo ao Brasil e ainda participou da jogada que originou o gol de Thiago Silva, de cabeça.

O gol relâmpago de Diego Souza, em jogada veloz do Brasil logo na saída de bola (assistência de Giuliano), deu a impressão de que o primeiro tempo seria um passeio. Mas a Austrália dificultou muito as coisas com uma marcação pressão. A etapa inicial, tirando o gol, praticamente não teve emoção. Mesmo assim, o capitão Coutinho foi o destaque brasileiro. A Austrália, por outro lado, só conseguiu assustar com bolas cruzadas.

Foi no segundo tempo, com as alterações em ambas as seleções, que o jogo ficou mais solto. O Brasil fez o segundo após bola cruzada, que pipocou na área australiana até o toque derradeiro de Thiago Silva. O terceiro gol veio depois de uma bela troca de passes, que culminou com um toque de calcanhar de Paulinho e a finalização de Taison no canto.

O Brasil ainda teve mais chances para fazer o quarto gol, mas só no último lance, com Diego Souza cabeceando após a cobrança de escanteio, a Seleção chegou ao quarto e último gol. Ótima impressão. Com Tite no comando, já são nove vitórias e uma derrota.

AUSTRÁLIA 0 X 4 BRASIL

Local: Melbourne Cricket Ground, em Melbourne (AUS)

Data/Hora: 13/6/2017, às 7h05 (de Brasília)

Árbitro: Mark Clattenburg (ING)

Assistentes: Ian Hussin e Gary Beswick (ING)

Público: 48.847 pessoas

Cartões amarelos: -

Gols: Diego Souza, 1'/1ºT (0-1); Thiago Silva, 16'/2ºT (0-2); Taison, 29'/2ºT (0-3); Diego Souza, 47'/2T (0-4)

AUSTRÁLIA: Mitch Langerak, Milos Degenek, Trent Sainsbury (Jackson Irvine, 12'/2ºT) e Bailey Wright (McGowan, 33'/2ºT); Mark Milligan, Massimo Luongo (Aaron Mooy, 33'/2ºT), Matthew Leckie (Hrustic, 12'/2ºT), Robbie Kruse, James Troise (Rogic, 33'/2ºT) e Aziz Behich; Tim Cahil (Jamie Maclaren, 12'/2ºT). Técnico: Ange Postecoglou.

BRASIL: Diego Alves, Rafinha, Thiago Silva (Jemerson, 32'/2ºT), Rodrigo Caio e Alex Sandro; David Luiz (Fernandinho, 27'/2ºT), Paulinho (Renato Augusto, 36'/2ºT), Coutinho (Willian, 25'/2ºT), Giuliano (Rodriguinho, 32'/2ºT) e Douglas Costa (Taison, 12'/2ºT); Diego Souza. Técnico: Tite

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos