Santistas desconsideram atrasos salariais: 'Não podemos parar'

  • GUILHERME ARTIGAS/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

O Santos segue sofrendo com problemas financeiros. Segundo o estafe de alguns atletas, o salário que deveria ter sido pago na semana passada não foi depositado até o momento, além dos direitos de imagem, que para alguns jogadores, não é pago desde abril.

Em entrevista coletiva, o atacante Kayke não quis comentar sua situação, mas afirmou que não atrapalha o rendimento.

"Esses lances de questões financeiras e internas do clube, eu prefiro não opinar de uma forma tão direta. São coisas para resolvermos por dentro do clube. Se for para expor a diretoria vai saber o momento e vamos resolver juntos. Se atrapalhasse muitos times parariam de jogar. Não podemos parar por imprevistos. E se realmente está acontecendo... Eu particularmente estou emprestado. Cada um tem sua forma de receber. Não posso falar daquilo que não é considerável para mim. Não influencia negativamente", disse.

Com uma folha salarial (de todo o clube) mensal de cerca de R$ 10 milhões, o Alvinegro teve um déficit de R$ 9 milhões no primeiro trimestre do ano.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos