Ex-sócio de Sandro Rosell é preso por escândalo envolvendo a Seleção

Nesta quarta-feira, a Guarda Civil Espanhola cumpriu uma ordem da juíza Carmen Lamela e deteve Josep Colomer, ex-sócio de Sandro Rosell, por algumas horas. Ele foi acusado de envolvimento no caso de corrupção envolvendo os direitos de imagem da Seleção Brasileira.

Colomer é um antigo técnico da base do Barcelona e foi sócio de Rosell no projeto Aspire Dream, que visava a captação de talentos da África. Seu nome já havia sido citado pela juíza no texto da decretação da prisão do ex-presidente do Barcelona, acusado de desviar 6,5 milhões de euros (R$ 24,1 milhões) em "serviços de marketing e promoção" de 24 jogos da Seleção entre 2006 e 2012.

Josep Colomer teria recebido 719,2 mil euros (R$ 719,2 mil) em cinco transferências feitas pela Bonus Sport Marketing (BSM), empresa que Rosell é proprietário. Para ser liberado, ele precisou acatar medidas cautelares. Entre elas, se apresentar mensalmente no tribunal mais perto de casa, indentificar um telefone e imóvel onde possa ser localizado e um contato para receber notificações.

A operação, comandada pela Guarda Civil Espanhola, deriva de uma queixa-crime apresentada pelo Ministério Público à justiça. Rosell foi apontado como líder de uma rede de lavagem de dinheiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos