Flu versão 3.0: Sem opção, Abel deve avançar Henrique e formar novo time

A falta de opções no meio-campo fará com que Abel Braga escale um novo Fluminense diante do Grêmio, nesta quinta-feira, às 21h no Maracanã, pelo sétima rodada do Brasileirão. Segundo o próprio treinador, esta será a terceira versão da equipe desde janeiro, quando assumiu o comando tricolor.

A grande novidade deve ser a presença de três zagueiros entre os titulares, com Henrique sendo deslocado para frente da defesa. De forma circunstancial, o camisa 33 já foi utilizado assim diante do Palmeiras, no último sábado, quando Luiz Fernando se lesionou e não haviam volantes à disposição no banco.

A ideia de utilizar o capitão como volante já era estudada pelo técnico desde o início de 2017, mas Abel não esperava ter tantas baixas no mesmo setor.

- Eu perdi três jogadores de uma vez, todos da mesma posição. Sabia que seria um ano difícil, está sendo, mas a gente está conseguindo levar na frente de muito time considerado bicho-papão - comentou o técnico após treino no CT.

A formação não foi confirmada por Abel. Em meio a tantos problemas, com lesões e a polêmica envolvendo Richarlison, o técnico não quer dar mais armas ao rival Grêmio. A outra opção seria manter Henrique na zaga, promovendo a estreia do jovem Norton no Brasileirão.

- Pode ser. É uma das opções que eu já tinha pensado. Fluminense e Palmeiras, em 2011, ganhamos de 1 a 0, em Volta Redonda. Ele foi volante e foi um dos melhores jogos que vi dele. Tem o Norton, vamos ver - despistou Abel.

Para a partida contra o Grêmio, o Fluminense não com Gum, Renato Chaves, Douglas, Pierre, Luiz Fernando, Sornoza e Wellington Silva, todos lesionados, além de Orejuela, que retornou de amistosos no Estados Unidos, pela seleção equatoriana, na quarta-feira e voltará a ficar à disposição de Abel em breve.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos