De julgamento marcado, Bruno Silva diz: 'Estou me sentindo perseguido'

  • Luciano Belford/AGIF

Importante no ataque e na defesa do Botafogo, Bruno Silva tem enfrentado problemas disciplinares dentro de campo. Agora, foi marcado para a próxima quinta-feira (22/6) o julgamento do volante no Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Condenado a três partidas de suspensão por chutar a bola no árbitro Bráulio da Silva Machado, no jogo contra o Grêmio (em 14/5), ele vem jogando sob efeito suspensivo obtido logo após o gancho.

Se condenado na sessão que será realizada em Goiânia (GO), Bruno será desfalque nos jogos contra Avaí, Corinthians e Atlético-MG. Além do julgamento final da questão, o recurso da promotoria relativo à absolvição do jogador após a expulsão contra o Sport, pela Copa do Brasil, também será analisado. Com seis gols no ano, mas 14 cartões já recebidos, o alvinegro se preocupa.

"É algo que me preocupa. Nos últimos jogos, contra o Vitória, fiz uma falta no jogo e recebi cartão. Contra o Bahia, dei um carrinho, um lance normal, e recebi cartão amarelo. Estou me sentindo perseguido. O Bruno faz uma falta no jogo e já recebe cartão. Estou com uma fama de indisciplinado que eu nunca tive. É uma coisa que está me incomodando", admite.

Sobre o julgamento pela bolada, o atleta prefere aguardar - e confiar.

"Tenho certeza que o jurídico vai saber o que fazer", resume.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos