Homem forte da Copa faz piada e sugere entregar maconha à seleção holandesa

  • REUTERS/Maxim Shemetov

O presidente da Federação Russa de Futebol e do Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo de 2018, Vitaly Mutko, causou um mal-estar neste domingo, em entrevista coletiva. Ele sugeriu que mandaria entregar maconha para a seleção holandesa, caso a equipe consiga um lugar na competição do ano que vem. No entanto, o cartola disse em seguida que se tratava de uma brincadeira.

Mutko falava sobre as opções de centros de treinamentos no país e citou Ulyanovsk, que fica a 800 km da capital Moscou. Ela é um dos 67 locais que poderão servir de concentração para as seleções durante a Copa do Mundo.

"Vamos recomendar a região de Ulyanovsk para a Holanda. Se eles ficarem lá, podemos mandar entregar maconha para eles. Na Holanda é liberado. Estou brincando, é claro (risos). Em geral, cada equipe faz suas próprias exigências", afirmou.

No entanto, a situação da Holanda nas Eliminatórias para Copa do Mundo ainda é muito delicada. A equipe está em terceiro, com dez pontos, três a menos que Suécia e França.

Faltam quatro rodadas para o fim das Eliminatórias e apenas os primeiros colocados dos grupos garantem vaga direta para o Mundial. As seleções que terminarem em segundo disputarão a repescagem, para definir os outros quatro classificados da Europa.

Na Holanda, o uso da maconha é tolerado em algumas situações. Os 'coffee shops' podem vender cinco gramas da erva por dia para uma pessoa. Menores de 18 anos não podem ingerir a droga.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos