Milton sai em defesa de Eurico após protestos da torcida: 'Acho injusto'

  • Paulo Fernandes / Flickr do Vasco

As novas brigas nas arquibancadas de São Januário durante um jogo do Vasco deixaram o técnico Milton Mendes triste. No meio do apagão de 27 minutos no primeiro tempo na vitória sobre o Avaí na noite do último sábado, as confusões foram vistas em meio a um completo coro contra o presidente Eurico Miranda. O comandante falou sobre o caso, classificando-o como lamentável. Ele ainda afirmou ver o ato de protesto como injusto.

"Estamos muito felizes com nosso torcedor. Vimos que no nosso momento de dificuldade eles apoiaram. Soube que teve confusão. Mas nosso presidente trabalha muito, luta muito, dá a vida pelo Vasco. Acho injusto. Não estou aqui para bajular. Vasco tem que se unir, ser um só. Senão o clube fica enfraquecido. É lamentável", afirmou o treinador em entrevista coletiva antes de elogiar seus jogadores:

"No futebol moderno, não dá para um defender e os outros não. Todos estavam trabalhando, até o Luis. O Nenê retornou porque entendeu isso. Está sendo um craque disciplinado taticamente, muito mais valorizado. Muito feliz com ele e com Pikachu. Mateus também fez um bom trabalho. Douglas bem, Luis Fabiano protegeu muito bem a bola... Wellington entrou bem, laterais, zaga, goleiro..."

O Vasco folga neste domingo. A reapresentação está marcada para a manhã de segunda-feira em São Januário. O próximo compromisso do Cruz-Maltino é na quarta-feira, em clássico com o Botafogo, às 21h, no Nilton Santos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos